Apesar de ter pouco lançamentos por aqui, a ZTE manda bem no mercado mobile internacional – principalmente em sua terra natal, a China. Na MWC deste ano, por exemplo, tivemos a oportunidade de conferir pessoalmente alguns dos smartphones mais bacanas da fabricante. O novo projeto da empresa no setor, porém, é ainda mais ousado que aparelhos prêmios a um preço convidativo: trata-se de um celular criado de forma colaborativa junto dos consumidores e que pode chegar logo mais, cheio de recursos interessantes.

Essa espécie de brainstorm mundial promovido pela companhia chinesa começou no início de setembro e passou por uma série de etapas, sempre envolvendo a participação do público. Primeiro houve um período de algumas semanas em que, através de um concurso cultural, o material submetido pelos usuários foi coletado e selecionado pela ZTE. Depois disso, os internautas puderam votar nos projetos mais interessantes para eleger aquele que, possivelmente, seria levado adiante pela marca.

Bacana para um concurso entre internautas, hein?

Engana-se quem acha que a competição traria apenas propostas bobas ou completamente fora da realidade. Como dá para saber disso? Bem, basta conferir que o ganhador da parada, somando mais de 36% dos votos computados, oferece uma descrição extensa e bastante detalhada do produto fictício. Aparentemente, a brincadeira deu tão cerco que a fabricante asiática já confirmou que está trabalhando no design vencedor e que espera lançá-lo no mercado em algum momento de 2017.

Recursos inovadores

No fórum oficial da ZTE, o grupo ganhador – apelidado de Team One Technology – explica de forma aprofundada os conceitos do seu brinquedinho mobile. Entre os recursos pensados por esse pessoal, está a ideia que o celular seja autocolante, podendo ser fixado facilmente em qualquer superfície plana, e monitore os olhos do usuário, utilizando essa informação para viabilizar uma série de funcionalidades exclusivas do gadget.

Prenda o brinquedinho em qualquer lugar

A função “Homem-Aranha” seria implementada graças decalques feitos com um polímero especial na traseira do dispositivo, com isso ele poderia se manter fixo em um local para dar mais conforto a suas sessões de cinema mobile, por exemplo. Essa estabilidade do aparelho é importante por conta da segunda funcionalidade especial dele, que aproveita a tecnologia de duas câmeras frontais para identificar exatamente para onde você está olhando.

Sai pra lá, caras!

Com essa dupla inusitada de funções, o smartphone consegue mostrar o conteúdo da tela apenas para quem está olhando diretamente para ele. Isso significa que possíveis bisbilhoteiros não devem conseguir ler suas mensagens no WhatsApp quando você estiver manuseando o equipamento no metrô. Outra opção de uso do sistema de eye-tracking é uma rolagem automática de uma página da web caso os sensores percebam que a leitura chegou ao fim do texto.

Colorido e poderoso

Além disso, o projeto traz uma série de imagens conceituais do produto e fala até sobre diferentes combinações de cores para a carcaça – garantindo que os consumidores tenham uma ampla gama de modelos e estilos à sua escolha. Achou pouco? Tudo bem, isso não é tudo que foi desenvolvido para o concurso, já que até as possíveis especificações do gadget foram postadas pelo time de criação amador no fórum da ZTE.

Especificações Técnicas

  • Tela: LCD de 5,5 polegadas
  • Resolução de tela: Quad HD (2560x1440 pixels)
  • Sistema operacional: Android 7.0 (Nougat)
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 823
  • GPU: Adreno 320
  • Memória RAM: 4 a 6 GB
  • Armazenamento interno: 64 ou 128 GB
  • Armazenamento externo: cartões micro SD de até 64 GB
  • Câmera traseira: 16 MP (com abertura f/1.8)
  • Câmera frontal: duas câmeras de 8 MP
  • Recursos exclusivos: leitor de digitais, rastreamento do olhar e certificado IP68
  • Bateria: 3.500 a 4.000 mAh

--

Futuramente a ZTE ainda vai realizar outras pesquisas junto aos internautas para decidir, entre outras coisas, o nome do aparelho. E aí, acha que um celular como esse faria sucesso no mercado? Quais serão as mudanças que o brinquedinho deve sofrer antes de finalmente chegar às mãos do público? Deixe a sua opinião mais abaixo, na seção de comentários.

Cupons de desconto TecMundo: