A TV superfina da Samsung

O sol brilhando entre as palmeiras pela janela do hotel. 6 da manhã: hora de acordar, ajeitar as parafernálias eletrônicas e correr encontrar o caminho do Monorail, espécie de trem suspenso, que nos levaria até a o Las Vegas Convention Center, onde acontece a CES 2011, a maior feira de eletrônicos do mundo - só neste ano serão mais de 125 mil participantes e cerca de 2.500 empresas.

A grande maioria dos hotéis de Las Vegas - para não dizer todos - são interligados internamente, por meio de corredores e rampas, então, para alcançar a estação mais próxima do Monorail, pegamos um atalho dentro do Luxor Hotel para dentro do Excalibur. Tão charmoso quanto a nossa pirâmide megalomaníaca, o Excalibur é inspirado nos castelos medievais e conta com uma bela decoração, repleta de armaduras e espadas. 

Que tal ficar rico?

Atravessamos os salões de cassino do hotel e, acredite se quiser, havia muita gente jogando! São centenas de máquinas de jogo e mesas de cartas para arriscar alguns dólares e, eventualmente, ficar rico. Em Vegas tudo é luxuoso e grande! Para chegar até a estação, localizada no não menos encantador MGM hotel, demoramos cerca de meia hora a pé.

Como já haviámos comprado os tickets pela internet, foi só seguir até a estação e esperar pelo bichano. O Monorail atravessa a Las Vegas Strip em apenas quinze minutos, passando pelos principais hotéis e cassinos da cidade. O movimento de pessoas com o crachá da CES era grande e, dentro do trenzinho, nos sentimos em um trem em tóquio ou, melhor, em um biarticulado curitibano às seis da tarde: estava lotado!

A CES 2011 é, definitivamente, enorme. Para isso, ela foi divida em diversos pavilhões e hotéis da cidade. A primeira área a ser visitada pelo Baixaki foi o pavilhão sul do Las Vegas Convention Center, onde estão presentes marcas como a RIM, trazendo seus Blackberrys e Playbooks, a Huawei, Yahoo!, NVIDIA e outros.  

155 polegadas não é brincadeira!

Tablets, 4G, 3D e touchscreen: a CES 2011 pode ser resumida nestas quatro palavras. Os fabricantes estão investindo forte em tecnologias 3D mais sofisticadas, como é o caso da Toshiba, que trouxe para a CES 2011 a primeira TV 3D que dispensa óculos - e nós testamos! Vimos de perto também algumas TVs enormes, como o modelo de 155 polegadas da Mitsubishi e o telão 3D da Samsung.  

Os corredores e estandes estavam lotados; conseguir colocar as mãos em um RIM Playbook ou em um Windpad, da MSI, foi difícil, mas também conseguimos. Testamos diversos aparelhos e analisamos de perto as melhorias em imagem 3D, que se mostraram surpreendentes.  

TVs 3D por toda parte

Hoje passamos por três pavilhões, tentando focar apenas nos estandes de grandes marcas como Samsung, Canon, Microsoft, Intel, RIM e Toshiba - a tentação de entrar nos estandes até mesmo das marcas menos conhecidas e conhecer suas novidades é grande, mas o tempo é escasso, infelizmente.

No final do dia, as filas para o Monorail eram absurdas; levamos mais de quarenta minutos até entrar em um dos lotados vagões. Quando eu disse que a CES 2011 esperava mais de 120 mil pessoas não era brincadeira: a multidão domina todos os cantos do Las Vegas Convention Center. Amanhã é dia de enfrentar outros pavilhões e ver de pertinho todas as novidades de eletrônicos e softwares presentes na CES. Fiquem de olho no Baixaki para saber tudo o que rola na maior feira de tecnologia do planeta!

Cupons de desconto TecMundo: