Você é um daqueles donos de aparelhos Android que gostaram tanto da tecnologia ClearForce ao ponto de pensarem em comprar um Huawei Mate S ou esperar um Galaxy S7 só para ter um smartphone com isso? Bem, saiba que não há tanto motivo para preocupações: ao que fontes internas do DigiTimes indicam, o sensor de pressão deve se tornar comum em 2016, se tornando presente na grande maioria dos celulares top de linha do mercado.

O motivo para a limitação aos aparelhos mais caros seria uma simples questão de custo. Afinal, embora seja possível simular a tecnologia através de software, algumas modificações no hardware são necessárias para acomodar o “Force Touch” e realmente utilizá-lo de maneira precisa. Isso, por sua vez, gera gastos que as empresas só estão dispostas a investir em seus melhores modelos.

Biometria ainda mais comum

Outro item que deve se tornar bem mais presente em nossos celulares é o sensor biométrico. Se antes ele era praticamente exclusivo dos donos dos aparelhos mais potentes, isso agora deve virar algo normal mesmo para os modelos de médio desempenho ou de entrada.

Essa maior presença nos aparelhos não vem sem motivos, é claro: esse seria apenas um reflexo do crescimento do mercado de pagamentos via smartphone com serviços como o Samsung Pay e o Android Pay. Da mesma forma, isso também deve fazer com que um número maior de celulares passe a adotar a tecnologia NFC – algo já bastante presente nos modelos mais recentes, mas que provavelmente vai se tornar padrão para a grande maioria.

Uma vez que ainda se tratam de rumores, é bom levar esse vazamento com certa cautela. Mas não há como negar que ele possui uma boa dose de verdade, visto que o mercado está adotando de braços abertos as tecnologias de pagamento por celular e de sensores de pressão. Agora é esperar para ver se tudo isso se torna realidade; infelizmente, porém, só devemos ter uma resposta em 2016.

Quais as tecnologias que você mais espera ver nos celulares? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: