Sem grandes alardes prévios, a Positivo Informática acaba de anunciar uma nova linha de smartphones Android para o mercado brasileiro – sendo ela independente da empresa já consolidada. Trata-se da Quantum, inaugurada por um dispositivo chamado Quantum Go. Ele surge com hardware bem interessante, prometendo trazer novas possibilidades para os consumidores que estão na busca de um aparelho diferente para suas tarefas cotidianas.

O gadget conta com processador MediaTek MT6753 octa-core (1,3 GHz) e 2 GB de memória RAM, o que o coloca na mesma faixa de desempenho dos dispositivos Moto G da Motorola e Xperia E4 da Sony. Ele ainda terá câmera digital integrada de 13 MP (com modo Quantum para até 24 MP) e até 32 GB de memória interna para o armazenamento de dados e instalação de aplicativos – vale dizer que esse espaço pode ser aumentado com um cartão de expansão.

Em relação à tela, o Quantum Go surge com display AMOLED de 5 polegadas e resolução de 1280x720 pixels. Além do que já mencionamos, o grande destaque do smartphone brasileiro é o design ultrafino. Com apenas 6,5 milímetros de espessura e 115 gramas, o Quantum promete muita leveza para garantir que os consumidores tenham conforto e portabilidade no transporte do dispositivo. A fabricante promete que o aparelho começará a ser vendido a partir do dia 3 de setembro pelo site http://www.meuquantum.com.br. Cada unidade poderá ser adquirida por preços que se iniciam nos R$ 699.

Especificações Técnicas

  • Sistema operacional: Android 5.1 Lollipop
  • Tela: AMOLED de 5 polegadas
  • Resolução: 1280x720 pixels
  • Processador: MediaTek MT6753 octa-core
  • Clock de processamento: 1,3 Ghz
  • GPU: Mali-T720MP3
  • Memória RAM: 2 GB
  • Memória de armazenamento: 16 GB (3G) ou 32 GB (3G ou 4G)
  • Câmera traseira: 13 MP
  • Câmera frontal: 5 MP com lente grande angular (84º)
  • Rádio FM: Sim
  • TV Digital: Sim
  • Dual-SIM: Sim
  • Bateria: 2300 mAh
  • Conectividade: 3G, 4G, Bluetooth, USB (on-the-go)
  • Bandas: 2600 MHz, 1800 MHz e 700 MHz
  • Dimensões: 145 mm x 71,5 mm
  • Espessura: 6,5 mm
  • Peso: 115 gramas
  • Preço: R$ 699 (3G / 16 GB), R$ 799 (4G / 16 GB), R$ 899 (4G / 32 GB)

Câmeras Quantum

Há alguns recursos bem interessantes que foram apresentados pela Quantum para o Go. O dispositivo conta com algumas grandes novidades para as duas câmeras, tanto a frontal quanto a traseira. Na frontal de 5 MP, podemos ver uma lente grande angular para selfies mais amplas (similar à vista no Zenfone 2). Já na traseira, o sensor de 13 megapixels pode garantir até 24 MP graças a alguns recursos de software.

Também existe um sistema chamado Quantum Drive, que serve para transformar o aparelho em uma câmera de bordo para veículos. A empresa ainda revelou um acessório especialmente produzido para esse recurso (você pode vê-lo na imagem logo abaixo deste parágrafo).

Um novo modelo de vendas

O grande trunfo da Quantum está no modelo de negócios da empresa. Em vez de utilizar varejistas para a distribuição, o sistema de entrega aos consumidores é muito mais parecido com o visto na OnePlus, por exemplo. O processo de vendas vai das linhas de produção ao consumidor sem interferências (sendo que alguns pontos de demonstração serão instalados no Brasil para facilitar a apresentação aos consumidores).

Divisão Positivo ou startup independente?

Apesar de ser uma unidade de negócios independente da Positivo, o Quantum Go surge como o marco da renovação dela no mercado brasileiro – algo que teve início já no ano passado quando a empresa abandonou o nome “Ypy” em seus aparelhos e passou a investir mais em inovação para os dispositivos intermediários (“super gama média”, como é conhecido o segmento na América Latina).

Com ele, a fabricante planeja continuar o seu crescimento no setor Mobile, segmento que vem sendo cada vez mais importante para as grandes empresas de tecnologia de todo o mundo. Vale dizer também que a aposta da Positivo Informática com o Quantum Go é bem similar à vista nos notebook Vaio: design e engenharia de terceiros (lembrando que a base da Quantum é uma startup de Curitiba) sendo aplicados às linhas de produção da própria Positivo.

Outra mudança trazida pela Quantum é a venda online – que segue os padrões vistos na Xiaomi, por exemplo. Será que os consumidores brasileiros vão reagir bem à novidade? É o que vamos saber em breve. Vale dizer também que faremos uma análise completa do dispositivo assim que recebermos a versão de review.

Você acha que o Quantum Go terá sucesso no Brasil? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: