Hoje em dia, muita gente simplesmente não consegue viver sem internet no celular. Seja para passar o tempo em filas e no transporte coletivo ou para mandar mensagens sem pagar nada, você quase não imagina como era a época em que celulares só faziam e recebiam chamadas telefônicas.

Porém, esse tempo existiu — e nem é tão distante assim. O primeiro aparelho que garantiu acesso comercial para a internet móvel via GSM foi o Nokia 9000 Communicator, apresentado ao mundo no dia 15 de agosto de 1996. Apenas duas operadoras da Finlândia (terra natal da fabricante) ofereciam o serviço no início, sempre com preços bem altos. A tecnologia era um luxo.

Até mesmo o design era diferenciado para abraçar a nova tecnologia. À primeira vista, ele parecia um celular tijolão como qualquer outro, mas o modelo era flip com tela e botões na horizontal, bem diferente dos celulares de hoje. O aparelho era equipado com um teclado QWERTY e botões físicos adicionais para navegação.

De acordo com a própria Nokia na época, o celular tinha como diferenciais as funções de organização, como calendário, calculadora e agenda de contatos. Porém, a principal revolução foi mesmo garantir aceso à internet via um modem GSM e efetuar ou receber chamadas em um único e portátil aparelho.

As especificações técnicas do Nokia 9000 Communicator eram altas... pros padrões de 1996. Ele tinha 8 MB de memória e um processador Intel de 24 Megahertz. O aparelho era um peso-pesado, com 397 gramas, além de rodar o sistema operacional GEOS, de 16 bits.

Quase perdeu o barco

É curioso como a Nokia quase ficou com o segundo lugar. No mesmo ano, a operadora dos Estados Unidos AT&T testava um protótipo de celular com a internet chamado PocketNet, mas ele não chegou a ser vendido comercialmente.

Só que os celulares demoraram mais três anos para ganhar acesso mais fácil e barato à internet. O grande responsável por isso foi o padrão técnico de redes móveis Wireless Application Protocol, ou WAP.

Cupons de desconto TecMundo: