(Fonte da imagem: Shutterstock)

O Brasil passou por um verão muito intenso este ano que chegou a atingir altas temperaturas, batendo recordes em diferentes cidades do país. O calor excessivo é prejudicial à saúde das pessoas, principalmente das crianças e dos idosos.

Mas você sabia que o calor também é prejudicial ao seu smartphone e seu tablet? Se você deixar seu aparelho embaixo de sol direto ou até mesmo esquecê-lo dentro de um carro fechado também exposto diretamente ao sol, você terá problemas.

Caso você deixe o aparelho em uma mesa, por exemplo, com incidência de sol direta por mais de uma hora, a bateria pode sofrer danos por causa da alta temperatura. Sem contar que os smartphones sofrem ainda mais, por conterem recursos que aumentam a temperatura interna do aparelho.

Alguns celulares desligam ao atingir uma temperatura que vá causar danos às placas internas – a Apple diz que o iPhone suporta uma temperatura interna de até 35 ºC antes de desligar. Neste caso, o ideal é mantê-lo desligado e em local arejado para melhorar o seu resfriamento.

(Fonte da imagem: Reprodução/UOL)

Não é só o calor que traz prejuízo!

Com o calor, as primeiras coisas a serem danificadas são os componentes mais sensíveis, como a tela de LCD ou a bateria.

Quando a bateria é afetada, ela perde carga e vida útil, além de fazê-la inchar. A bateria tem mais facilidade para ser afetada devido ao fato de esquentar por diferentes motivos e, somada ao fator climático, só piora a situação do aparelho.

Não é só o calor que pode acabar com seu smartphone, – a umidade também pode acelerar a velocidade com que os problemas venham a aparecer. Banheiro e cozinha são um problema devido ao vapor-d’água, que pode causar oxidação e pode causar danos à bateria de lítio.

A praia é um lugar praticamente proibido para esses aparelhos. Qualquer rachadura, por menor que seja, é o suficiente para que água, maresia ou areia entrem em contato com o circuito interno, causando um curto-circuito no celular ou tablet.

(Fonte da imagem: Shutterstock)

Pequenas coisas que você pode fazer para evitar problemas

No manual do fabricante, você pode descobrir a temperatura máxima suportada pelo smartphone/tablet. Mas existem algumas pequenas coisas que podem ser feitas para evitar que o aparelho alcance este nível de aquecimento.

Desligue os aplicativos que não estiver utilizando. Com isso, o processador trabalha menos, gerando menos energia – menos energia, menos calor. Desative também funções de conexão como WiFi, Bluetooth, localizador etc.

Evite choques térmicos – como colocar o celular na geladeira –, pois, além de ser um ambiente muito úmido, a própria variação brusca de temperatura pode romper as soldas da placa-mãe do aparelho e fazê-lo parar de funcionar.

Há tempos escutamos histórias de pessoas que tiveram problemas com a temperatura dos celulares e até mesmo alguns que explodiram! E você, já teve algum problema com a temperatura interna de seu smartphone ou tablet?

Cupons de desconto TecMundo: