Todo mundo sabe que alguns aparelhos eletrônicos liberam calor. Quem já abriu um gabinete sentiu de perto a temperatura elevada de alguns componentes de hardware, que esquentam ao ponto de requisitar uma solução de refrigeração avançada.

Agora, você sabe por que seu celular esquenta tanto? Será que os processadores dos portáteis realmente liberam todo esse calor? O Tecmundo investiga mais um assunto e compartilha com você os possíveis motivos para a elevação da temperatura e os reais perigos que tal inconveniente oferece.

O calor dos jogos!

O primeiro grande motivo é a sobrecarga do smartphone. Quando você executa jogos, a CPU, o processador gráfico e a memória trabalham muito. A mesma coisa acontece se você deixa muitos aplicativos rodando em segundo plano, pois o aparelho precisa ficar processando informações constantemente.

Mesmo que esses componentes sejam pequenos e trabalhem com frequências razoavelmente baixas, eles aquecem a níveis extremos, sendo que não há uma solução avançada de refrigeração. Resultado? O calor passa para a carcaça e você sente na pele os componentes eletrônicos fritando.

A bateria pegando fogo

A segunda razão para um smartphone sobreaquecer é o uso abusivo da bateria. Faça um teste: desligue seu smartphone, coloque-o para carregar na tomada, aguarde cerca de 20 ou 30 minutos e verifique a temperatura. Ele provavelmente vai estar bem quente, pois a bateria está recebendo muita energia.

No cotidiano, a situação é um pouco diferente. Se você deixar o celular ocioso, não notará quaisquer problemas de sobreaquecimento. Agora, quando você joga muito, há uma grande demanda de energia, fazendo com que a temperatura da bateria aumente um pouco e que ela sobreaqueça por conta do calor que é liberado pelos demais componentes.

Falta sinal, sobe a temperatura

O terceiro inconveniente que pode fazer seu celular ferver é a falta de sinal. Os smartphones vêm configurados para buscar constantemente um sinal da operadora. Caso o aparelho não consiga contato com a torre, ele continuará tentando e, consequentemente, gastará muita bateria e liberará grande quantidade de calor.

De onde vem tanto calor?

Apesar de os motivos acima justificarem o aquecimento dos componentes dos celulares, ainda é complicado entender como componentes tão pequenos esquentam tanto. Mesmo que o processador de um smartphone tenha tamanho reduzido, ele conta com milhões de transistores, os quais ficam muito próximos uns dos outros.

AmpliarMuitas tarefas para um único chip (Fonte da imagem: Reprodução/Qualcomm)

Imagine esses milhões de pequenos componentes operando juntos em uma frequência de 1 GHz. São muitos cálculos por segundo que, auxiliados por um sistema de refrigeração passivo, acabam resultando em temperaturas elevadas. Somando o processador, a GPU e os tantos outros componentes, você tem ideia de onde vem tanto calor.

Perigos do sobreaquecimento

A temperatura elevada do seu celular dificilmente vai causar queimaduras na sua pele, contudo, não é bom você arriscar usar um aparelho que esteja queimando seus dedos. Deixar os chips fritar tem alguns agravantes. Primeiro é importante ressaltar que o calor excessivo do gadget pode acarretar em uma explosão.

iPhone 4 entra em combustão espontânea (Fonte da imagem: Reprodução/Blog do iPhone)

Basicamente, em altas temperaturas, alguns componentes podem falhar e o mecanismo de proteção contra sobreaquecimento pode ter certos problemas. Com isso, o aparelho tende a continuar esquentando até que algum chip exploda ou entre em combustão. E não estamos de brincadeira; isso já aconteceu até mesmo com aparelhos confiáveis como o iPhone.

Como resolver?

Caso você verifique que seu smartphone está sobreaquecendo, pode seguir algumas das dicas abaixo para solucionar os problemas:

  1. Evite deixar muitos apps abertos em segundo plano;
  2. Procure jogar por curtos períodos de tempo;
  3. Instale algum aplicativo para verificar o uso da CPU;
  4. Não use o aparelho enquanto a bateria está sendo recarregada;
  5. Remova a capa protetora para que o aparelho possa resfriar;
  6. Não deixe o dispositivo conectado na tomada 24 horas por dia;
  7. Procure uma assistência técnica para consertar o celular.

Seja pelo alto desempenho ou pelo aquecimento excessivo, os smartphones estão cada vez mais parecidos com os computadores. A dica final é a mesma de sempre: cuide de seu aparelho que ele dificilmente terá problemas sérios. Você já teve alguma experiência de sobreaquecimento com algum gadget portátil? Conte-nos sua história!

Cupons de desconto TecMundo: