Os celulares estão a cada dia mais humanos. Exagero? Nem tanto, pois os novos aparelhos assumem uma personalidade de acordo com o público para o qual é destinado. Há celulares corporativos como o HTC TyTN II, para os descolados temos o LG Crystal, para os fãs das redes sociais o Motocubo e, para os apaixonados por vídeos, músicas  e imagens, um dos indicados é o Samsung Ominia II, também conhecido por I8000.

Com configurações de cair o queixo, visual elegante e com um sistema operacional que dispensa comentários, ele chegou ao mercado disposto a derrubar a concorrência. Os atrativos são muitos, pois com Wi-FI, 3G, câmera de 5 MP, GPS, pacote Office completo, Microsoft Marketplace e um arsenal de widgets, o Omnia II foca na conectividade, entretenimento, sem perder a elegância e com um processador 800 MHz para dar conta de todas essas tarefas.

Primeiras impressões
O Omnia II sai da caixa com o básico quando se fala em acessórios. Carregador de bateria, cabo USB com entrada proprietária para transferência de arquivos para o computador, fone de ouvido com adaptador para chamadas de voz, capa protetora e caneta stylus.

Porém, ao contrário dos celulares que rodam a versão 6 do Windows Mobile (WinMo), felizmente na 6.5 a canetinha pode ser deixada de lado, pois, como você verá mais adiante, a Microsoft deu um upgrade na navegação que permite, finalmente, usar os dedos na tela touchscreen.

Celular e acessóriosEspecificações

Depois de conferir o que acompanha o aparelho, é hora de checar as especificações técnicas. Muito elogiado por consumidores, o Omnia II eleva a Samsung ao patamar das melhores fabricantes de celulares, e a Apple, HTC e RIM já podem abrir o olho, porque a coreana vem para ficar.

Tabela de especificaçõesOmnia II por fora

À primeira vista, o aparelho chama atenção pelo tamanho da tela que dá a ele a impressão de ser pesado e desconfortável. Entretanto, ao segurá-lo é possível perceber que a Samsung conseguiu manter o equilíbrio entre tamanho e peso. A tela AMOLED de 3,7” é a principal característica do aparelho, e denuncia: ele quer briga com o iPhone.

Cuide-se iPhone!

É preciso concordar que este não é um celular discreto, pois com quase 12 cm de altura e 6 de largura, apenas os 1,2 cm de espessura podem ser considerados pouco no quesito medidas. Porém, para quem não liga e acha o estilo “grandalhão” o ônus a ser pago por escolher uma tela grande, ele é apenas mais um grandão no mercado.

Na frente, o Omnia II é equipado com uma câmera VGA para vídeochamada e três botões. Dois para a realização de chamadas e um elegante cubo, que dá leveza ao telefone ao mesmo tempo em que permite o acesso aos meus menus, onde é possível visualizar os aplicativos do celular em forma de lista, com aplicativos escolhidos por você e em forma de cubo – pouco intuitivo, mas interessante.

Botão estilosoCâmera simples

A tela touchscreen resistiva de 3,7” e resolução de 480x800 possui boa qualidade, apesar da resolução não muito alta. As cores são vibrantes e a maior facilidade no uso do teclado QWERTY são os grandes atrativos.

Do lado direto também há três botões. Um é responsável pelo desbloqueio do celular quando em modo de espera. Os outros dois são para o retorno à interface inicial e o outro para ativar a câmera. No lado esquerdo há os botões para controle de volume do sistema e reprodução de áudio e vídeo.

Atrás, o Omnia II carrega a câmera de 5 MP com dois flashes LED e alto-falante. Sob essa estrutura, se esconde a entrada para cartão de memória microUSB e chip da operadora. A remoção simples da capa facilita o acesso a esses acessórios.

Black piano e elegência

Câmera de 5 MP e entradas P2 e USB

Bem escondida na parte de cima do aparelho, sob uma capa, está a entrada para o cabo USB e saída para fone de ouvido no popular formato P2 (3.5 mm). Isso é uma enorme vantagem para o consumidor, pois saídas proprietárias são um entrave, principalmente se algo acontecer aos fones que vêm de fábrica.

Todos os botões e detalhes convivem harmonicamente com a carcaça em black piano que envolve o aparelho. Nada chama a atenção demais, o que contribui para manter a discrição e a elegância do celular.

O Omnia por dentro: o renascimento do WinMo

Com o avanço do Android, Symbian e sistemas operacionais proprietários, o Windows Mobile 6 era o mais defasado no mercado. Contudo, a nova safra do WinMo pouco lembra os menus complicados e a dependência da stylus, embora praticidade e intuição pareçam não fazer parte do vocabulário dos desenvolvedores da Microsoft, pois ainda não é tão fácil gerenciar as várias funções do aparelho.

WinMo quase nem precisa de canetinha

Problemas à parte é inegável o salto que a versão 6.5 deu em relação às antecessoras. O Omnia II possui a versão 6.5 Pro do Windows Mobile e, com ela, o aparelho ganhou mais praticidade e a possibilidade de uso de três áreas de trabalho com muitos widgets. O visual pesado e sério das versões anteriores ficou mais descolado, rápido e menos corporativo.

Ao ligar o aparelho é possível visualizar a tela onde ficam as principais funções e, ao arrastar o dedo sobre ela no sentido horizontal, o usuário tem ao seu dispor mais duas áreas de trabalho.

Mais conhecida com TouchWiz, este tipo de área de trabalho permite arrastar os widgets (que ficam escondidos no lado esquerdo) e criar telas personalizadas com ferramentas para o trabalho, diversão ou noticias, por exemplo.

Widgets em uma das áreas de trabalhoWidgets temáticos para cada telaVisualização em cubo

Mesmo com uma tela ampla, a opção por widgets parece não ter sido a melhor. Eles são muito grandes e tornam as áreas de trabalho saturadas. Além disso, não há um padrão de tamanho ou cores, sendo assim, você corre o risco de bagunçar demais a interface e se perder em meio a tantas ferramentas.

Em linhas gerais, o WinMo continua o mesmo. Com o botão Iniciar, “X” para fechar as janelas e os aplicativos padrão de sempre: Windows Media Player, pacote Office com Word, Excel, PowerPoint e OneNote, Internet Explorer para os teimosos - o Opera 9.5 é o navegador padrão do Omnia II -, leitor de PDF e MSN. As novidades estão nos widgets para buscas no Google e acesso ao YouTube, Google Maps para usar com o GPS e a AppStore da Microsoft, a Marketplace.
Marketplace disponível
Usuários Apple se gabam por terem à disposição milhares de aplicativos para download na AppStore. Porém, os usuários WinMo também contam com uma loja exclusiva para turbinar o celular. Muito mais modesta que a loja da Apple, o Marketplace da Microsoft já oferece um bom acervo de aplicativos para download e, o melhor, muitos deles de graça.

Windows e aplicativos para celular

A loja da Microsoft

Câmera e recursos multimídia

O Omnia II vem equipado com uma câmera de 5 MP para fotos e vídeos e dois flashes LED. Porém, a qualidade das imagens deixou a desejar. Além de a tela ter uma resolução pequena para seu tamanho, o que faz com que as fotos e vídeos percam qualidade, ela também não contribui para a visualização sob dias iluminados.

Mas a câmera ganha pontos por oferecer vários modos interessantes para fotografia. São as funções Smile Shot (que reconhece um sorriso e tira a foto automaticamente), Face Detection (detecção de rostos), mosaico com quatro fotos e o modo panorâmico.

Imagem com iluminação naturalImagem com pouca luz e com flashEfeito mosaico

Nesse recurso a Samsung possui uma vantagem, pois usa oito fotos para montar uma paisagem, enquanto a maioria concorrente usa apenas três. A câmera de vídeochamada não é destinada para fotos e, mesmo que com ela seja mais fácil tirar autoretratos, ela não tem nada de mais.

A câmera de vídeo também não passa do esperado para um celular com este porte. Com a possibilidade de gravar em quatro tamanhos (720x480, 640x480, 320x240 e 176x144) e usar o flash para iluminação durante a gravação, ela pode ser considerada uma boa gravadora. O Omnia II vem equipado com um editor de vídeos com bons recursos e muito bonito, mas que quase não funciona. O motivo você verá logo adiante.

Os aplicativos de gerenciamento de áudio e vídeo estão de parabéns. O reconhecimento rápido de novos arquivos e a facilidade de navegação pelas bibliotecas dá pontos ao aparelho. Os fones de ouvido são muito bons, pois se acomodam bem na orelha e possuem encaixes em silicone, que vedam bem os sons externos, além de reproduziram graves e agudos com muita qualidade.

Gerenciamento de arquivos

A entrada P2 na parte superior do celular também é uma boa sacada, tendo em vista que quem leva o telefone no bolso não tem problemas para encaixar os fones. Assistir a vídeos com qualidade de imagem inferior, como os do YouTube, não é uma boa ideia.

No entanto, dependendo da qualidade, a visualização é excelente devido à tela AMOLED. O aparelho ganha muitos pontos com o número de formatos de áudio e vídeo suportados. De MP3 a Divx, quase tudo toca no Omnia II.Conectividade
No quesito opções de conexão nenhum usuário vai ter do que reclamar. Com o pacote completo, o Omnia II está pronto para navegar pela web independentemente da forma. 3G, Wi-Fi, Bluetooth e A-GPS dão aos usuários as principais formas de compartilhar arquivos e obter informações. Contudo, um problema foi detectado com a conexão Wi-FI. Ao longo dos testes ela se manteve instável e caiu várias vezes, mesmo conectada a outras redes.

Pacote completo de conectividade

A integração com o Windows Live – serviços de comunicação da Microsoft – permite ter o MSN e o Hotmail sempre à mão. Mas a troca de mensagens ou escrita de emails é penosa no teclado QWERTY digital do Omnia. Mesmo com sete opções diferentes, a stylus na hora da digitação é muito bem-vinda.
Desempenho
O processador de 800 MHz do Omnia II dá conta do batalhão de widgets e funções do aparelho sem engasgar. O celular vem de fábrica com memória de armazenamento de 8 GB e suporta cartão de expansão MicroSD de até 32 GB. O problema está na memória RAM.

Com 256 MB, ela mal da dá conta da interface TouchWiz, a qual ocupa – no celular testado – aproximadamente 195 MB. É por isso que nem sempre o editor de vídeos funciona, pois se algum aplicativo estiver aberto, não há memória RAM suficiente.

Fora esse problema, o Omnia II sai na frente pelo desempenho e agilidade para lidar com todos os dados que o aparelho gera. O que chamou mais a atenção foi a duração da bateria. Com dois dias de testes pesados, Wi-Fi e bluetooth ligados quase o tempo todo, player e conversas ao telefone, o aparelho aguentou o tranco sem pedir recarga. 

Preços
O Omnia II não é um celular fácil de encontrar pela internet. Isso acontece porque a TIM fez uma parceria com a Microsoft um pouco antes do lançamento dos primeiros celulares com WinMo no Brasil. Sendo assim, o Omnia II foi encontrado apenas no site da operadora e, no plano Liberty sem pacote de dados, ele custa R$949. Lembrando que quanto maior o vínculo com a operadora, mais barato é o aparelho. No Mercado Livre, há aparelhos desbloqueados a partir de R$1.399.
Pontos positivos
Sem dúvida, a Samsung e a Microsoft fizeram um ótimo trabalho na inserção do Windows Mobile 6.5, pois o SO é moderno e repleto de recursos, mas fica devendo mais praticidade. A tela ampla e de AMOLED permite muito conforto na hora da navegação e a vibração que acompanha cada toque faz com que o usuário tenha o feedback de cada ação que executa.

Os recursos multimídia, pacote de conectividade, aplicativos e até mesmos os infinitos widgets agradaram, desde que usados com moderação. A qualidade da reprodução de áudio pelo fone ouvido certamente vai agradar aos amantes da música em alto e bom som. A possibilidade de finalmente usar apenas os dedos para navegar no WinMo também agradou muito. 

Na palma da mão

A troca de dados entre o celular e computadores com Windows também é muito fácil, tendo em vista que não é preciso usar CDs de instalação de drivers - tudo é feito automaticamente. A sincronia com o Windows Live também é interessante para quem usa o Hotmail.
Pontos negativos
Mesmo com especificações técnicas invejáveis, o Omnia II ficou devendo no quesito memória RAM. É decepcionante tentar abrir alguns aplicativos e receber uma mensagem de que algum programa precisa ser fechado para outro funcionar. A qualidade das imagens obtidas com a câmera fica comprometida com a resolução que não acompanha o tamanho da tela.

As quedas frequentes da conexão Wi-Fi também causam decepção, pois ao acessar um site ou o MSN, você é surpreendido por uma mensagem nada animadora. Mesmo com sete teclados diferentes, o Omnia II fica devendo no tempo de resposta aos toques e tamanho das teclas quando o aparelho está de pé. Já quando ele é deitado, o acelerômetro permite que a tela fique na horizontal e as teclas um pouco maiores.

A tela comanda

Os widgets podem levá-lo do céu ao inferno no Omnia II. Muito úteis em alguns momentos, a falta de padrão de cor e tamanho pode se tornar um problema. É muito fácil sobrecarregar a tela com ferramentas.
Vale a pena?
O Ominia II é considerado o único aparelho com WinMo 6.5 que tem condições de brigar com o HTC Touch HD e incomodar o iPhone. No quesito especificações, poucos aparelhos têm calibre para bater de frente com ele e, ao vir com um sistema operacional repaginado, ele foi muito bem visto desde seu lançamento.

Se você não se importa com o tamanho do celular, quer conforto na hora da navegação e um pacote completo de aplicativos de áudio, vídeo, conexão e ferramentas profissionais, o Omnia II atende a todas as suas exigências.

E você usuário? O que achou do Omnia II? Deixe sua opinião e continue nas análises do Baixaki.

Cupons de desconto TecMundo: