Imagem de: Dono de bar usa princípio da Gaiola de Faraday para 'espantar' clientes

Dono de bar usa princípio da Gaiola de Faraday para 'espantar' clientes

1 min de leitura
Avatar do autor

O dono de um bar britânico recentemente inaugurado teve uma ideia inusitada para obrigar os clientes a conversar entre si e deixar o celular de lado. Usando o princípio da Gaiola de Faraday, Steve Tyler, dono do The Gin Pub, revestiu o estabelecimento com uma espécie de material condutor para impedir que os dispositivos móveis dentro do bar funcionassem corretamente.

Desenvolvido em 1836 a partir de observações de Michael Faraday, esse princípio revolucionou a física ao demonstrar que sinais eletromagnéticos e cargas elétricas não conseguem penetrar em um compartimento feito de material condutor. Hoje, a Gaiola de Faraday possui diversas aplicações, desde proteger cartões de crédito até evitar que criminosos usem celulares e outros dispositivos na cadeia.

Dono do bar que usou o princípio da Gaiola de Faraday para "espantar clientes"

Ideia genial? Nem tanto

Steve Tyler, o dono do bar que aplicou o conceito de Gaiola de Faraday, até pode ter tido uma boa intenção. O objetivo dele era de que "as pessoas conversem com os amigos com os quais estão no momento" e deixem o celular um pouco de lado. É óbvio que o bar The Gin Pub também não oferece conexão WiFi gratuito, além de impedir o funcionamento da rede móvel para ligações e recebimento/envio de mensagens.

Porém, com essa estratégia, é muito provável que o bar não consiga atrair muitas pessoas que estão dispostas a deixar o celular de lado. Em tempos de redes sociais, mensageiros instantâneos e Pokémon GO, é muito difícil encontrar aqueles que conseguem ficar desconectados por alguns minutos. Assim, é muito provável que a ideia acabe afastando clientes em vez de atrair aqueles que querem socializar.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Dono de bar usa princípio da Gaiola de Faraday para 'espantar' clientes