Tudo bem, nós aceitamos que você não seja daqueles que leem cada cantinho do manual de instruções de seu celular e seguem absolutamente todas as recomendações feitas por ele. Mas convenhamos que algumas pessoas costumam levar o descuido com seus eletrônicos a extremos; muitas delas, de fato, nem mesmo pensam ou sabem que a maneira como elas tratam seus dispositivos pode fazer mal a eles.

Pensando nisso, o site Metro criou uma lista simples com alguns dos principais descuidos que as pessoas cometem com seus amados smartphones – seja algo que pode estragar seu aparelho ou que coloca você mesmo em risco. E acredite: ao fim dessa matéria, você vai se surpreender ao ver que não está cuidando de seu celular como devia.

1- Deixar de atualizar seus apps

Quantas vezes você não olhou para o botão de Update, deu de ombros e preferiu deixar para depois?

Está aí um dos problemas mais comuns que acontecem atualmente. Lá está você, desconectado de uma rede WiFi e com pouca bateria, quando seu smartphone avisa que há 25 novas atualizações para seus aplicativos. Gastar sua franquia de internet móvel só para um monte de updates “desnecessários”? Nem pensar.

Apesar de a situação acima ser compreensível, muitos acabam levando isso a extremos e, seja pelo descuido, por medo de um update que possa ser problemático ou pura preguiça, deixam de fazer toda e qualquer atualização no sistema. A grande maioria de nossos leitores já sabe por que isso é um problema: deixar atualizações de lado significa ficar sem patchs importantes de bugs e brechas de segurança que podem expor seus dados a terceiros.

Além disso, é bom lembrar que, sem updates, você pode deixar de ganhar melhorias muito bem-vindas aos seus apps e softwares, como um aumento de desempenho ou novas ferramentas.

2- Não usar senhas em seu celular

O uso de senhas é algo necessário para proteger seus dados de terceiros

Que atire a pedra quem não tem preguiça de usar qualquer tipo de segurança em seu smartphone além das senhas na tela de desbloqueio. Imagine então configurar seu celular para colocar senhas separadamente para cada aplicativo: se você perguntar para seus amigos, provavelmente um ou dois deles, com muita sorte, vão dizer que usam qualquer método de proteção além do mais básico em seus eletrônicos.

O perigo nesse caso é bastante óbvio. Basicamente, se um hacker ou outro criminoso tiver acesso ao seu smartphone de qualquer forma que seja, todas as suas informações mais pessoais – de fotos a mensagens trocadas, dados de seus perfis e até de suas contas de banco e do cartão de crédito – ficam a fácil acesso.

Logo, o mais recomendado é sempre adicionar o maior número possível de senhas em seu celular (sempre tentando usar códigos diferentes, é claro) ou até mesmo utilizar aplicativos para adicionar uma proteção de senha extra. Isso não vai deixar seu aparelho completamente protegido contra ladrões, já que nenhuma senha é perfeita, mas pode dar tempo para que você limpe seus dados do dispositivo.

Não, não vamos negar: incluir várias senhas realmente pode tornar o uso de seu smartphone especialmente irritante, e correr o risco de perder seus dados por usar um aplicativo de segurança e esquecer a senha é realmente um problema. Mas isso ainda é melhor do que deixar todos os seus dados mais preciosos à mercê de criminosos.

3- Acessar redes WiFi públicas

É fácil para terceiros monitorarem o que você acessa e utiliza em redes WiFi públicas

Está aí um item que praticamente todo mundo sabe que deve evitar, mas faz mesmo assim – afinal, que mal pode haver em economizar meus dados móveis e entrar na rede WiFi de um shopping ou uma loja, por exemplo? Bastante, na verdade.

O fato é que, para quem sabe procurar, redes públicas são um mar aberto para que pessoas roubem suas informações, coletando dados de tudo o que você acessa ou compartilha naquela rede. Por isso, o mais recomendado nessas horas é usar ferramentas VPN para mascarar seus dados e protegê-los de qualquer monitoramento.

Se se conectar a uma rede WiFi for inevitável e não houver como proteger seus dados, a solução é evitar a qualquer custo entrar em páginas importantes e, acima de tudo, acessar serviços que peçam algum tipo de login ou senha.

4- Usar um carregador “xing-ling”

Pagar a metade do preço por um carregador não original pode custar caro mais tarde

Perder seu carregador é algo bastante comum para as pessoas hoje em dia; é uma infelicidade, mas é normal. Tão normal quanto isso, de fato, é ver pessoas comprando carregadores genéricos no lugar da versão original para substituir seu celular – e isso é um dos piores erros que alguém pode cometer.

Não faltam motivos para que apostar em algo assim seja uma péssima ideia. Além de esses dispositivos serem muito mais suscetíveis a problemas e terem grandes chances de curtos ou até explosões, testes já provaram que carregadores xing-ling costumam ter uma estabilidade e eficiência de carga inferior. E eles ainda sofrem com enormes flutuações de corrente, o que pode não apenas estragar seu aparelho, mas também colocá-lo em chamas.

Assim, por mais caro que seja seu carregador, é melhor desembolsar o valor para comprar um original. Afinal, além do desempenho superior, não há riscos de ele adicionar seu próprio smartphone à lista dos prejuízos.

5- Não limpar seu celular

Se for levar seu celular ao banheiro, lembre-se de limpá-lo depois

Para terminar, mais uma dica que, para muitos, deve parecer bastante óbvia. Deixar seu smartphone limpo é extremamente importante não apenas para mantê-lo em bom estado de conservação, mas para evitar a transmissão de doenças perigosas – incluindo algumas como a salmonela, a E. Col e a C. Difficile.

Não pense, porém, que seu smartphone está limpinho só porque você não andou derrubando-o no chão ou em contato direto com substâncias nojentas. Se você duvida, basta lembrar da última vez que levou o aparelho ao banheiro enquanto estava em seus “afazeres”: lembrou-se de limpá-lo cuidadosamente  depois de sair de lá? Se sua resposta foi “não”, então é bom avisar que seu dispositivo provavelmente está cheio de vírus e coliformes fecais em toda a sua superfície.

Felizmente, a solução desse caso é uma das mais simples. Basta lembrar de limpar seu celular direito com frequência; no mínimo, a cada um ou dois dias para evitar que ele acabe tomado por bactérias perigosas.

Cupons de desconto TecMundo: