Em Dubai está sendo construído artificialmente o Arquipélago Mundo, que tem esse nome por conta da estruturação de suas ilhas, que lembra a distribuição geográfica dos continentes da Terra. Cada ilha recebeu o nome de um lugar, como uma grande cidade ou um país. A Ilha de São Petersburgo, no entanto, merece certo destaque por ser modelada no formato de um coração estilizado e possuir dezenas de casas flutuantes.

No vídeo acima e na galeria abaixo, você confere renderizações de como será o visual dos floating seahorses (“Cavalos-Marinhos Flutuantes”, em tradução direta), nome dado para cada uma dessas residências de três andares. Elas todas terão a suíte principal submersa, com 25 metros quadrados de vidros que permitem a visão desimpedida de um jardim subaquático.

Além disso, ao nível da superfície da água haverá uma sala (que pode virar quarto de hóspedes) que se conecta a um deck externo, além de uma cozinha e uma sala de jantar completa. No andar de cima, outro deck conta com um minibar e uma jacuzzi com fundo de vidro que dá vista para a sala de estar logo abaixo.

Cada moradia pesará cerca de 188 toneladas, será conectada à ilha principal por passarelas, e as melhores casas permitirão uma bela visão da costa de Dubai, que fica mais ou menos a 3 km de distância através do mar. Tanto luxo não sai nada barato, obviamente, e cada “Cavalo-Marinho” custa aproximadamente R$ 5,7 milhões. O grupo austríaco Kleindienst, responsável pela construção do arquipélago, planeja abrir as primeiras unidades para turistas e moradores a partir de outubro de 2016.

Você gostaria de morar em uma casa parcialmente submersa no meio do mar como os "Cavalos-Marinhos Flutuantes" de Dubai? Por quê? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: