Carros autônomos não são nenhuma novidade, e até mesmo gigantes do mundo da tecnologia, como a Google e a Apple, têm projetos ambiciosos de veículos que podem transitar sem a interferência de um motorista.

A proposta do Next, no entanto, é muito mais ambiciosa e possui claramente um apelo futurístico. Os carros, se é que é possível chamá-los assim, parecem mais cubos de vidro que podem se acoplar uns aos outros para otimizar o tempo de viagem. Os passageiros, por sua vez, farão conexões entre os módulos enquanto que estes se encontram em movimento.

A ideia é que os passageiros insiram o destino através de seus smartphones, e que o sistema se encarregue de processar as rotas e conexões mais rápidas. O projeto aponta que, se um grande número de módulos estiver transitando por uma cidade, as paradas e conexões não serão um problema. Além disso, pontos de venda de café e comida também fazem parte dos planos.

Como não poderia ser diferente, os veículos que parecem ter saído de um filme de ficção científica devem ser totalmente elétricos e, portanto, não gerarão poluentes na atmosfera. O projeto Next foi criado pelo inventor Tommaso Gecchelin, que acredita que a ideia poderia ser colocada em prática nos próximos cinco anos.

Será que carros autônomos modulares terão alguma chance no futuro? Comente no Fórum do TecMundo