A Koenigsegg anunciou recentemente no Salão Internacional do Automóvel de Genebra, evento que estará aberto ao público de 5 a 15 de março, o seu mais novo supercarro — o qual foi batizado de Regera. Além da sua potência e design arrojado, o veículo chama atenção por sua interatividade, garantida através do CarPlay, sistema operacional da Apple destinado para automóveis.

Conforme informado pelo site Autocar, o hiperesportivo da companhia sueca possui um motor V8 de 5 litros twin-turbo combinado a outros três motores elétricos, sendo um ligado a cada roda do eixo traseiro e o terceiro ao virabrequim. Com isso, o carro oferece 1.500 cv.

Aliado a isso, um sistema de transmissão proprietário, que promete reduzir a perda de força em até 50% quando comparado a caixas de câmbio automáticas convencionais, faz com que o Koenigsegg Regera faça de 0 a 100 km/h em apenas 2,8 segundos e atinja os 400 km/h em 20 segundos. Por isso, a fabricante o considera o automóvel mais poderoso do mundo.

Sem mover um dedo

A partir do CarPlay, o motorista é capaz de controlar o reprodutor de músicas e vídeos, atender e realizar ligações e interagir com ouros tipos de notificações dos smartphones e tablets da Maçã usando apenas comandos de voz. Assim, o sistema evita que quem está ao volante se distraia e possa ocasionar acidentes.

A má notícia é que o Koenigsegg Regera não é para qualquer bolso. O veículo terá uma produção de somente 80 unidades. Assim, tanta potência, tecnologia e exclusividade saem bem caro: US$ 1,89 milhão — o equivalente a R$ 5,7 milhões em uma conversão direta na cotação atual.