Enquanto a Google se prepara para bater de frente (ou não) com a Uber, o serviço de transportes não ficou parado. Isso porque a empresa acaba de anunciar uma parceria com a Carnegie Mellon University, com o objetivo de criar um centro de pesquisas que irá focar no “desenvolvimento de tecnologias chave de longo termo que avancem a missão da Uber em trazer transportes seguros e confiáveis para todos, em qualquer lugar”.

Ou seja: a empresa está planejando a criação de seus próprios veículos autônomos.

A notícia, de fato, acaba não sendo tão surpreendente – afinal, isso não seria nada mais do que um “contra-ataque” para a suposta decisão da Google de criar um serviço de transporte com carros autônomos. Mas vale notar que essa não é a única área em que a empresa pretende competir com a gigante das buscas, tendo em seus planos o desejo de não depender mais dos serviços de mapas de outras empresas, criando sua própria ferramenta de mapas, para tal.

Embora tudo indique que a Uber estaria mesmo se preparando para tal, é melhor não esperar ver isso tão cedo. Assim como nos rumores da Google, o The Wall Street Journal teria descoberto por fontes internas que ambas as companhias estariam trabalhando de maneira bastante próxima e que a Uber não teria objetivo de se livrar do Google Maps.

Com isso, fica difícil dizer se as informações são válidas ou não, e o melhor que podemos fazer é torcer que alguma das empresas se pronuncie sobre o assunto.