Em 2008, um conglomerado de empresas inglesas anunciou o projeto Bloodhound. O “carro-foguete” resultante dos esforços de especialistas em automobilismo será responsável por quebrar o recorde de velocidade em terra atualmente cravado em 1.228 km/h – o Bloodhound SSC irá atingir a marca dos 1.600 km/h em 2015 pela pista de um aeroporto de Newquay.

E a Jaguar acabou de demonstrar seu apoio ao Bloodhound SSC. Em vídeo publicado nessa quarta-feira (04), a companhia exibiu o modelo F-TYPE R correndo sobre as areias de um deserto africano ao lado de um caça. O objetivo da mostra foi colocar os sistemas de comunicação da equipe à prova: o time de suporte conseguirá se comunicar com o piloto inglês Andy Green?

Conforme demonstrado pelo clipe, os mais de 300 sensores e também as câmeras capazes de fazer o streaming de vídeos a 720p funcionaram de forma plena. A Jaguar, como “Innovation Partner”, deverá produzir mais conteúdo que deixam seu apoio ao projeto Bloodhound evidente dentro dos próximos meses (saiba mais acerca da empreitada por meio deste link).

A propulsão do Bloodhound SSC é fornecida por um sistema híbrido construído à base de uma turbina de jatos Rolls-Royce EJ200, um foguete Falcon Hybrid e um motor Cosworth CA2010 (usado por carros de F1). Cerca de 135 mil cavalos de potência são gerados pelo sistema – a velocidade máxima que pode ser alcançada em teoria pelo carro é de 1.680 km/h (veja mais aqui).