É cada dia mais evidente que os carros estão deixando de ser veículos comuns, equipados apenas como motor e alguns equipamentos de controle mecânico. A presença de componentes eletrônicos é bem presente em modelos mais modernos e isso inclui até mesmo a possibilidade de existir direções automáticas que demandam pouca ou nenhuma interação dos motoristas humanos.

O analista entrevistado pelo Motherboard diz: "Quando você dirige um carro, está dirigindo um grande sistema de computadores que possui rodas e um motor!". Ele revela que é possível encontrar vulnerabilidades no sistema central, que controla desde os vidros elétricos até o motor do veículo em que está instalado. Mas será que isso é perigoso?

No vídeo postado acima é possível ver que isso pode ser um problema no futuro, mas ainda não. Isso acontece porque os veículos podem ser realmente acessados por um computador ou um smartphone para que o controle seja feito remotamente, mas esse acesso é muito complicado. Em resumo: apesar de hackers conseguirem invadir carros, eles precisam de autorização física para isso. Ou seja, não é possível instalar um app para controlar qualquer carro que passe por perto do seu eletrônico. Pelo menos não no presente.