A indústria dos games tem sido cada vez mais reconhecida pelas suas produções de altíssima qualidade, visto que os jogos têm alcançado qualidades gráficas e mecânicas absurdas. E uma vertente das produções que tem sido cada vez mais privilegiada em termos de semelhança com a realidade é a dos títulos de corrida.

Quem estava presente nas décadas de 1970 e 80 certamente nunca imaginou que a qualidade das produções poderia chegar tão longe... E isso que nos encontramos em plena transição de gerações de consoles, o que significa que a qualidade das produções deve dar mais um salto dentro dos próximos anos. Mas, voltando ao início das produções, que tal estabelecermos uma compilação, a fim de retratar um histórico dos jogos de corrida?

Sobre essa categoria mundialmente adorada de games, vale lembrar que nos últimos 35 anos foram criados mais de 2400 jogos de corrida! Então, pegue um saquinho de pipoca e confira uma pequena linha do tempo, englobando alguns dos principais nomes que construíram a história dos games de corrida do mercado. Vamos a eles.

E tudo começou assim...

Gran Trak 10 (1974)

(Fonte da imagem: Divulgação/YouTube)

Gran Trak é simplesmente um dos primeiros ou quiçá "o" primeiro título baseado inteiramente em corridas de automóveis de todos os tempos. A obra foi lançada apenas para máquinas de arcade da época e já conseguia transmitir uma boa sensação da proposta de corrida aos primeiros jogadores.

Night Driver (1976)

(Fonte da imagem: Divulgação/Atari)

Algum tempo depois, os gamers eram convidados a participar de corridas noturnas, em Night Driver, sendo que o trajeto da prova era indicado por luzes nas laterais da pista. A obra contemplava donos de Atari, Atari 2600, Commodore 64 e MSX.

Indy 500 (1977)

(Fonte da imagem: Divulgação/Youtube)

Um ano depois, o Atari 2600 ganhou uma aventura diferenciada, em um circuito fechado, que abusava dos efeitos sonoros de batidas, principalmente quando os carros passavam sobre as extremidades da pista. Além disso, o game já começava a mostrar uma variação de pistas, além da possibilidade de jogar lado a lado com um amigo.

Rally-X (1980)

(Fonte da imagem: Divulgação/YouTube)

Rally-X era um título extremamente curioso, que utilizava a mesma plataforma de Pac-Man em uma perseguição desenfreada por cenários que eram verdadeiros labirintos. O game só foi lançado para os arcades e inovou ao trazer uma trilha sonora durante as corridas.

Turbo (1981)

(Fonte da imagem: Divulgação/YouTube)

No comecinho da década de 1980, a SEGA lançou um jogo baseado em corridas de Formula 1, com uma inovadora perspectiva em terceira pessoa e com uma sensação de velocidade inédita nos video games até então.

Enduro (1983)

(Fonte da imagem: Divulgação/YouTube)

Dois anos depois, os donos do mágico Atari 2600 receberam um dos jogos mais icônicos do mercado de games até hoje. Trata-se de Enduro, uma interminável aventura de corrida que trouxe ao gênero algumas variações climáticas, o passar dos dias e centenas de veículos para serem ultrapassados.

PitStop (1983)

(Fonte da imagem: Divulgação/YouTube)

Sem nenhuma grande diferença em relação a seus concorrentes, a grande contribuição de PitStop é a inclusão de um modo multiplayer com a tela dividida entre os dois jogadores — a popular "split screen".

Muito tempo depois e com alguns bits para frente

Outrun (1986)

Na segunda metade da década de 1980, a SEGA assumiu de vez a ponta no domínio dos games de corrida ao lançar Outrun. O título reunia turmas inteiras de amigos nos fliperamas, para disputar incríveis corridas, permeadas por uma trilha sonora alucinante, que podia ser escolhida pelos pilotos.

Super Sprint (1986)

Em 1986 tivemos a chance de conhecer o primeiro "clássico" dos games de corrida. Trata-se de Super Sprint, uma versão retrabalhada do jogo que inaugurou o mundo das corridas, cujo resultado conseguiu captar o espírito competitivo de Gran Trak 10, enquanto os gráficos deixaram os gamers da época alucinados.

F-Zero (1990)

A década de 1990 começou com uma surpresa muito grata aos fãs de velocidade: a Nintendo surpreendeu a todos ao lançar o fabuloso F-Zero. A produção entregou aos gamers uma das primeiras aventuras realmente futuristas do gênero, incluindo um nível de dificuldade bem mais alto do que aquele com o qual os jogadores estavam acostumados.

Super Mario Kart (1992)

Eis que a Nintendo arregaçou as mangas e resolveu mudar mais uma vez o curso dos jogos de corrida. Para isso, a empresa lançou o incrível Super Mario Kart, para o Super Nintendo, que até os dias de hoje ainda consegue encantar as pessoas que o jogam — principalmente nas versões mais modernas.

Rock`N`Roll Racing (1993)

(Fonte da imagem: Divulgação/YouTube)

A década de 1990 certamente foi privilegiada para os clássicos, incluindo o lançamento do icônico Rock`N`Roll Racing. As corridas em planetas diferentes eram travadas em uma perspectiva isométrica, em meio a muita direção ofensiva (isso mesmo, ofensiva). Mas o que mais marcou essa obra foi a estrondosa trilha sonora, sendo que cada prova era iniciada depois do comando de um narrador e de acordes de guitarra do Black Sabbath ou do ZZ Top.

E a modernidade finalmente chegou às pistas

Ridge Racer (1993)

(Fonte da imagem: Divulgação/YouTube)

Ridge Racer trouxe às telas do Nintendo 64 muita modernidade em termos de simulação de corridas, o que acrescentou muitos elementos novos aos próximos jogos do gênero. As principais inovações foram os conceitos de drifting (aquelas deslizadas laterais que os carros dão em curvas), além de proporcionar uma experiência incrível para quem o jogasse no fliperama, já que a máquina trazia uma carcaça real de Mazda e outros mimos, como uma chave de ignição para ligar o carro.

Daytona USA (1993)

(Fonte da imagem: Divulgação/YouTube)

Daytona USA foi simplesmente o "terror dos fliperamas" para os jovens da época (como este que vos escreve). Além das disputas entre até oito jogadores, o título foi vanguardista em incluir mapas mais detalhados que os próprios carros. Os cenários do game eram feitos com texturas realmente bastante avançadas para a época.

The Need For Speed (1994)

(Fonte da imagem: Divulgação/YouTube)

Need For Speed é simplesmente uma das poucas franquias do mundo que dispensa apresentações. O primeiro game da série precisa ser mencionado nesta lista pela sua grande qualidade, além da tentativa de mesclar sons realistas com uma jogabilidade mais voltada para a simulação.

Wipeout (1995)

Falando em franquias famosas, Wipeout é uma daquelas séries que ocupam um lugar especial no coração de muitos jogadores. O primeiro game veio mostrar que as corridas entre naves flutuantes poderiam ser muito mais emocionantes quando se adicionava uma trilha sonora eletrônica alucinante.

Wave Race 64 (1996)

(Fonte da imagem: Divulgação/YouTube)

Quando o Nintendo 64 foi lançado, havia alguns jogos "obrigatórios" para o dono do console, e as curiosas corridas de jet-ski de Wave Race certamente faziam parte dessa lista.

Hydro Thunder (1999)

(Fonte da imagem: Divulgação/YouTube)

Já às vésperas do século XXI, a Midway lançou uma corrida de lanchas extremamente velozes, fazendo uso do poder gráfico do finado DreamCast. Quem foi dono do console, certamente nutre muito carinho pela aventura, que foi uma das primeiras a abusar das reações físicas da corrida sobre a água.

SSX Tricky (2001)

(Fonte da imagem: Divulgação/YouTube)

Já que esta seleção engloba títulos de velocidade, que tal falar sobre disputas na neve sobre uma prancha de madeira? Eis que a Electronic Arts dá as caras no Xbox com seu fantástico SSX Tricky, que mais de dez anos mais tarde receberia uma versão com cenários baseados na topografia de montanhas reais.

Gran Turismo 1 e 2 (1997 e 1999)

A Polyphony Digital surpreendeu o mundo no finalzinho na década de 1990, mostrando o quão longe o primeiro PlayStation poderia chegar em termos de potencial gráfico, com o lançamento do primeiro Gran Turismo. Dois anos depois, a empresa mostrou que a vertente da simulação nos jogos de corrida ainda tinha muito para avançar. Enquanto isso, a Sony contabilizou mais de 11 milhões de unidades vendidas pela dupla.

Agora a coisa ficou séria

Need For Speed Underground 1 e 2 (2003 e 2004)

A série Need For Speed nunca mais foi a mesma depois desses títulos, que colocavam os gamers no papel de corredores ilegais, dentro de carros completamente “envenenados”, repletos de luzes de neon e correndo em cenários impressionantes. Depois de NFSU, a franquia adotou quase obrigatoriamente adotou modificações nos veículos das produções subsequentes.

Project Gotham Racing 2 (2003)

O século XXI trouxe ao mundo dos games uma paixão quase desenfreada pela reprodução de corridas reais, fazendo com que o gênero de simuladores desse salto atrás de salto em termos de qualidade. Eis que, no ano de 2003, a Bizarre Creations lançou Project Gotham Racing 2, que trouxe às telas do Xbox recursos visuais e mecânicos assustadores, que pareciam cada vez mais difíceis de serem incrementados.

Forza Motorsport 4 (2009)

Quanto todo mundo achava que a capacidade gráfica estava perto dos limites, a Turn 10 Studios apresenta ao mercado (e ao Xbox 360) o quarto título da franquia Forza, que mostrou que ainda é possível ir além, em termos de qualidade.

Gran Turismo 5 (2010)

A Polyphony Digital realmente merece mais uma citação com um game de uma franquia já mencionada. Mesmo depois de uma longa espera desde o anúncio da produção, Gran Turismo 5 chegou às telas do PlayStation 3 demonstrando capacidades simplesmente incríveis de precisão em termos de jogabilidade e de efeitos visuais.

Ainda neste ano, a oitava geração de consoles chegará ao mercado para fazer mais história, trazendo títulos como Forza Motorsport 5Gran Turismo 6 (ou 7?), DriveClub, Project C.A.R.S. e muitos outros.

Menções Honrosas

Além de tudo o que foi falado, é preciso reconhecer que é simplesmente impossível compilar todos os jogos que fizeram a história das corridas no mundo dos games em menos de umas cem páginas... Por isso, aqui vão mais alguns nomes que precisam pelo menos serem citados, pois realmente fizeram parte da formação dos games de corrida como os conhecemos hoje:

  • Top Gear 1, 2 e 3000
  • Cruisin` USA
  • San Francisco Rush e San Francisco Rush 2049
  • Indianapolis 500: The Simulation
  • ATV Offroad Fury
  • Jet-Moto (1996)
  • Super Mônaco GP (a partir de 1989)
  • Stunts
  • Excitebike (2006)
  • A franquia Road Rash (de 1991 para frente)
  • Stunts (1990)
  • Destruction Derby (1995)
  • Re-Volt (1999)
  • Star Wars: Episode I Racer (2000)
  • SEGA Rally (1995)
  • Midnight Club 2 e 3 (2002)
  • Colin McRae Rally e Colin McRae Rally 3 (1998 e 2003, sendo que depois a série virou DiRT e até hoje encabeça o ramo de corridas em terrenos irregulares)
  • O "proibidão" Carmageddon
  • Grand Prix Legends
  • NASCAR Racing
  • Crazy Taxi (2000) 
  • Xtreme-G
  • pod
  • Speed Devils (1999)
  • Whiplash
  • TOCA: Race Driver
  • Ridge Racer 7 (2007)
  • ModNation Racers (2009)
  • LittleBigPlanet Karting
  • A franquia MotorStorm (2007 para frente)
  • Asphalt (2012)
  • Lotus Turbo Challenge
  • Rally Championship
  • Real Racing 3 (Android e iOS)

E, acredite, muito, mas muito mais!

Via BJ