(Fonte da imagem: Reprodução/KPMG)

Carros que dirigem sem a necessidade de um motorista são projetos cada vez mais frequentes em empresas de automóveis (isso sem contar a própria Google). Mas você não encontra um desses pelas ruas, a não ser que estejam em fase inicial de testes – e vai ter que esperar alguns anos a mais para poder comprar um deles.

É isso que afirma o estudo “Self-driving cars: The next revolution”, uma pesquisa da consultora KPMG com o Center for Automotive Research. Além de explicar toda a tecnologia por trás desses modelos que dirigem sozinhos, o texto faz uma previsão: a partir de 2019, os tais carros com piloto automático estarão disponíveis ao consumidor.

Apesar de garantir sete anos para as montadoras, o estudo é mais otimista que algumas notícias antigas, que falavam que apenas depois de 2020 veríamos algo parecido no mercado de automóveis.

E são muitas as variáveis nesse cenário: o custo, a dificuldade em fazer o consumidor adotar o novo carro, educar o motorista a utilizar a tecnologia e desenvolver leis que regulem a circulação desses carros. O documento completo você encontra clicando aqui.

Fonte: KPMG