A gente falou aqui há pouquíssimo tempo que o uso do smartphone ainda é o maior causador de desatenção no trânsito. Mas não é por falta de tentativa das montadoras em evitar que isso aconteça: sistemas de infotainment cada vez mais avançados e com conectividade com Android e iOS estão aí para evitar que as pessoas fiquem com o smartphone na mão – mesmo assim, para muitos, é difícil largar o vício.

Sendo assim, a Nissan resolveu tomar algumas decisões drásticas e, em vez de dar mais conectividade, ela resolveu ajudar você a passar por uma desintoxicação digital. Para isso, ela criou um “compartimento anti-desatenção” como um conceito em um de seus modelos, o Juke.

No encosto de braço central, entre os bancos do passageiro e do motorista, existe um espaço para você guardar o seu smartphone enquanto dirige. O compartimento vem com o que a marca nipônica chamou de “Signal Shield”, ou “Bloqueio de Sinal”, que é, basicamente, uma gaiola de Faraday dentro do encosto. Você joga o aparelho lá dentro, fecha e voilà, todos os sinais (celular, Bluetooth, WiFi e outros) são bloqueados. Ao abrir o compartimento, tudo volta ao normal.

A tecnologia não é necessariamente nova, já que existe desde 1830, mas sua aplicação não podia ser mais atual. Se você sentir muita necessidade de ouvir as músicas do seu aparelho, você ainda pode ligá-lo através do USB.

O vídeo traz alguns dados interessantes sobre o comportamento dos condutores no Reino Unido: o uso do smartphone ao volante subiu de 8% em 2014 para 31% no ano passado. Notificações e alertas de texto ou redes sociais incentivam cada vez mais as pessoas a prestarem atenção em seus aparelhos e um em cada cinco motoristas admitem enviar mensagens enquanto dirigem – e ficam quatro vezes mais suscetíveis a um acidente ao utilizarem o smartphone nessa situação.

Bloquear todos os sinais é a melhor solução? Certamente não. Alguns de vocês inclusive, podem até achá-la meio desnecessária – mas, vamos combinar, desnecessário mesmo é ficar mexendo no WhatsApp enquanto dirige, né?