Em agosto deste ano, o Uber desistiu de operar na China e vendeu seus ativos para a Didi Chuxing — empresa rival e que foi considerada como o grande obstáculo para o sucesso do Uber no mercado chinês. Meses antes, a mesma Didi Chuxing recebeu um aporte de US$ 1 bilhão da Apple.

Com o dinheiro e sem grandes concorrentes, a Didi Chuxing agora está investindo em mais um projeto: carros autônomos. De acordo com o Bloomberg, executivos da empresa chinesa estariam nos Estados Unidos procurando por cientistas e engenheiros no Vale do Silício para levar a expertise ao mercado chinês.

Vale dizer que há fortes rumores de que a empresa estaria pensando em comprar outras companhias de tecnologia de direção autônoma — ainda sem muitos detalhes sobre quais seriam os investimentos.

É importante lembrar também uma fala de Tim Cook quando a Apple anunciou os investimentos na Didi Chuxing: "Estamos fazendo esse investimento por várias razões estratégicas". Será que a China pode ser um terreno de testes para que a Apple verifique se vale a pena investir em direção autônoma?