Quando a Faraday Future apareceu na CES 2016 com um conceito de supercarro elétrico – o FFZERO1 –, muita gente na indústria automobilística ficou cética em relação à empreitada da empresa que é vista como concorrente da Tesla Motors. Agora, parece que mais um passo foi dado – e ele não ajudou muito a resolver as questões que pairam sobre tudo que envolve a companhia.

Isso porque ela apresentou ontem o seu projeto para uma enorme fábrica que será construída na cidade de North Las Vegas, no estado americano de Nevada, com um projeto que deverá custar US$ 1 bilhão. O complexo terá algo em torno de 2,8 milhões de metros quadrados e ficará em um terreno de mais de 364 hectares.

Um evento ao vivo, que contou com a participação do governador de Nevada e do prefeito de North Las Vegas, foi transmitido pela Faraday Future para marcar "a primeira pá de terra movida":

A grande questão aqui é que o ambicioso projeto da empresa, que conta com ex-funcionários da própria Tesla Motors e o designer Richard Kim, responsável pelos conceitos das BMW i3 e i8, ainda é completamente desconhecido. Tirando o FFZERO1, mais nada foi apresentado pela Faraday Future em relação ao que exatamente ela pretende construir na imensa fábrica.

Ela conta com o apoio financeiro do conglomerado chinês LeEco, mas pouco foi falado além do fato de que eles pretendem construir veículos elétricos autônomos. Outro aspecto que demonstra ambição da empresa é que ela pretende ter a fábrica pronta em dois anos – em vez dos quatro planejados originalmente – e que deve gerar aproximadamente 4,3 mil empregos na região ao longo de 10 anos.

A Faraday pretende mostrar um pouco mais sobre seus planos de produção em breve, mas o certo é que, independente do que saia da megafábrica, só vai sair daqui pelo menos dois anos – o tempo previsto para a conclusão da obra.

E aí, você acha que a Faraday Future realmente vai fazer frente à Tesla? Comente no Fórum do TecMundo