O carro que se dirige sozinho da Google tem circulado pela Califórnia há algum tempo e já se envolveu em uma série de quase acidentes ou batidas que de fato aconteceram. Até agora, todas eram culpa integral dos motoristas humanos do outro automóvel, mas chegou o momento em que a inteligência artificial cometeu um deslize.

O carro autônomo da Google Auto colidiu contra um ônibus em uma rua do Vale do Silício, nos Estados Unidos. Tudo aconteceu em uma esquina: quando o semáforo ficou verde, o automóvel robotizado indicou que ia mudar da pista da direita para a do meio, buscando desviar de sacos de areia que ajudavam a sinalizar o trânsito.

Porém, um ônibus que vinha de trás a uma velocidade maior não parou para a passagem do Lexus da Google, que lentamente fez a transição que resultou em uma colisão. Determinar de quem é a culpa é complicado, e o próprio motorista da Google que acompanhava a condução admite que a tecnologia possui uma parcela desta vez — os sensores detectaram o outro veículo, mas "acreditaram" que ele iria frear e aguardar a passagem.

A Google não encara o acidente como uma tragédia. Segundo a empresa, isso é normal durante o período de testes, mas críticos da tecnologia aproveitaram o acontecimento para criticar a chegada dos carros autônomos. Os dados de antes e depois da batida, que só teve danos materiais e na maior parte só no carro da empresa, ficarão retidos para análise do órgão regulador de trânsito da Califórnia.

Você confiaria num carro autônomo? Comente no Fórum do TecMundo