Algum tempo atrás, a turminha da zoeira da internet aproveitou a capacidade que a rede tem de propagar boatos para divulgar um método “revolucionário” de recarregar os dispositivos da Apple: colocando-os no micro-ondas. Claro que, depois de alguns usuários descuidados tostarem seus iPhones, ficou claro que tudo não passava de uma pegadinha de péssimo gosto. Agora, porém, a tecnologia parece superar largamente a trollagem, ao permitir a alimentação da bateria desses celulares com – acreditem – fogo!

Calma, ainda não chegou o momento de colocar seu smartphone da Empresa da Maçã no forno ou em uma das bocas do fogão, enquanto você prepara a janta, para que ele ganhe uma sobrevida após um dia inteiro de uso. Apesar de a estratégia de recarga inusitada ser real desta vez, a peripécia exige a utilização de um periférico chamado FlameStower USB Fire Charger. O brinquedinho permite que qualquer um mantenha o celular firme e forte mesmo em locais remotos ou após longos períodos longe das tomadas.

O carregador tem um funcionamento relativamente simples e que não deve dar dores de cabeça mesmo para novatos no mundo da energia alternativa

Parece bom demais para que tudo funcione corretamente? Bem, o canal do youtuber Jonathan Morrison colocou o equipamento à prova e mostrou seus pontos fortes e fracos – e que ele pode ser um ótimo quebra-galho em uma viagem para o interior ou durante um acampamento fora da cidade. Como é possível conferir no vídeo – no início da matéria –, o carregador tem um funcionamento relativamente simples e que não deve dar dores de cabeça mesmo para novatos no mundo da energia alternativa.

Uma vez desdobrado de sua forma mais compacta, o item pede que você coloque uma de suas pontas – uma chapa metálica – em contato direto com a fonte de calor, seja de uma fogueira ou de um forno à lenha. A alta temperatura passa por um gerador que, em contato com a água de um pequeno reservatório, transforma a termoenergia em corrente elétrica. A partir daí, basta conectar um cabo USB a um plug externo e testemunhar o milagre da recarga do iPhone – ou de quase qualquer outro equipamento eletrônico – através do fogo.

Brincando com o perigo

Ok, nem tudo são flores. Além do fato de mexer com fogo não ser exatamente a atividade mais segura para as pessoas – ou mesmo para o seu smartphone –, a recarga feita pelo brinquedinho não chega perto do que vemos atualmente nos conectores de tomada. Mais próximo da velocidade obtida quando se conecta o dispositivo a um PC ou notebook, o FlameStower USB Fire Charger oferece uma saída de apenas 2,5 watts, o que pode fazer com que a espera seja longa pela carga completa do seu iPhone 6s Plus, por exemplo.

Ainda assim, não deixa de ser uma opção bastante interessante e praticamente infalível para realimentar a bateria do seu aparelho, já que powerbanks têm uma reserva finita, e carregadores com painéis solares podem ter sua eficiência reduzida em dias sem muito sol. O preço, no entanto, pode ser um problema para os aventureiros de plantão – principalmente os brasileiros. Isso porque o produto sai por cerca de US$ 100 (R$ 353) lá fora e não tem perspectiva de ser vendido oficialmente no Brasil.

Como você mantém o seu celular carregado em locais sem eletricidade? Comente no Fórum do TecMundo!

Cupons de desconto TecMundo: