Sempre que um acidente grave acontece em uma prova de automobilismo, as confederações responsáveis pelos torneios correm para modificar as regras e tentar garantir maior segurança aos pilotos. No caso da Fórmula Indy, o processo foi justamente o contrário.

O novo equipamento de segurança para pilotos, que deve entrar na regulamentação em 2012, já estava sendo testado por corredores da categoria há meses. Ele consiste em uma cobertura de fibra de carbono em forma de para-choque que cobre as rodas traseiras (para impedir que carros que toquem no pneu decolem, como aconteceu no último acidente) e um alongamento no bico do veículo, para diminuir as chances de batidas mais graves.

O carro de 2012 da Indy, com as peças protetoras atrás dos pneus traseiros. (Fonte da imagem: Divulgação / Dallara)

Segundo o Sportv, Dan Wheldon, que morreu durante o acidente ocorrido na última etapa da Fórmula Indy, era um dos pilotos que testava a nova tecnologia. Se já estivesse em uso, ela poderia prevenir a série de batidas ocorridas no último domingo, na etapa de Las Vegas.