Manuel Grubby posa ao lado da réplica do troféu que será dado ao vencedor (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

O Baixaki Jogos aproveitou a Campus Party Brasil 6 (CPBR6) para bater um papo rápido com um dos competidores mais famosos do e-sport internacional: Manuel “Grubby” Schenkhuizen, que disputará, em março, a final do campeonato Intel Extreme Masters. Grubby contou alguns detalhes sobre a sua rotina de trabalho e também deu alguns conselhos para quem deseja ser um pro-gamer.

Como você começou a jogar profissionalmente? Quantas horas praticava por dia?

Eu comecei a jogar Warcraft 3 no ano de 2003 e eu gostei muito do game. Isso fez com que jogar cada vez melhor se tornasse importante para mim. A minha intenção, na época, era apenas a de aperfeiçoar as minhas habilidades e eu nem pensava e-sports. Mas eu estava jogando muito bem e algumas pessoas me falaram sobre um campeonato que, inclusive, daria uma viagem gratuita para a França. Eu acabei me qualificando e acabei viajando. Esse foi o meu primeiro torneio e eu não fui o vencedor final, mas eu gostei da sensação de jogar contra participantes internacionais. Foi animador.

Depois que terminei o colegial, eu pude ter mais tempo para jogar e eu comecei a treinar bastante, 10 ou 12 horas por dia, porque eu sabia que quanto mais eu jogasse, melhor ficaria. Em 2004, eu acabei ganhando um bom prêmio em dinheiro depois de um campeonato e muita gente veio me entrevistar depois da partida. Isso foi tão legal e inédito que eu acabei me apaixonando pelo e-sports e me tornei um pró-gamer.

Além de StarCraft, quais outros games você costuma jogar?

Eu não jogo outros games. Eu só jogo StarCraft.

E o que você faz no seu tempo livre?

Eu sou casado e então eu gosto de passar um tempo com a minha esposa. Não importa muito o que a gente faça, se estivermos juntos, estamos felizes.

E como você concilia a vida de pró-gamer com o restante?

Bom, a minha esposa também é a minha empresária e então a gente trabalha junto. Por isso ela é bem compreensiva sempre que preciso fazer algo tanto para os negócios quanto para a minha vida pessoal.

Você já testou a nova expansão para StarCraft 2, Heart of the Swarm? O que achou dela?

Sim, eu experimentei e gostei muito. Eu acho que eles conseguiram produzir melhorias muito grandes em relação à Wings of Liberty. O jogo será mais interessante, porque muita imperfeição foi corrigida.

Quais são os seus conselhos par aquém deseja ser um pró-gamer?

Bem, existem alguns. Primeiro eu diria que é bastante difícil e, portanto, a pessoa deve estar preparada para muito sacrifício e treino. Além disso, se divertir deve sempre ser a motivação principal. Não perca tempo tentando ser um “pró-gamer rockstar” ou ganhar muito dinheiro dessa forma. Assim, caso você descubra que não é muito bom para essa função, pelo menos terá se divertido bastante. Se a pessoa estiver entrando nessa simplesmente porque acha que deve ou qualquer coisa do gênero, ela pode acabar arrependida e é muito importante viver sem arrependimentos.

Cupons de desconto TecMundo: