(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

O maior serviço de buscas da China, o Baidu, demitiu nesta semana quatro funcionários que estariam apagando dados exibidos nos resultados de pesquisas. Segundo informações do The Wall Street Journal, os funcionários estariam trabalhando em nome do governo e, por conta disso, acessavam o servidor e excluíam das buscas informações desfavoráveis aos políticos chineses.

A empresa descobriu ainda que eles estavam sendo remunerados para isso e, por conta da atitude ilegal, os funcionários foram também entregues à polícia. “Se descobrirmos outros casos como esses, vamos punir de maneira severa os envolvidos. Queremos manter a ordem em nossa plataforma de comunicação”, destacou a companhia em nota.

Relatórios da empresa revelaram ainda que cada post apagado pelos “profissionais em deletar registros” era remunerado com cerca de US$ 157 (o equivalente a R$ 310). Alguns do envolvidos podem ter chegado a ganhar até US$ 30 mil (o equivalente a R$ 60 mil) por ano.

Fonte: The Wall Street Journal

Cupons de desconto TecMundo: