Na próxima sexta-feira teremos mais uma edição da Black Friday, um dia em que muitas lojas praticam promoções bem interessantes para os consumidores. A prática é uma importação do mercado norte-americano, que utiliza a data como uma grande liquidação para abrir espaço nos estoques para os produtos que serão vendidos durante o período de festas — entre o “Dia de Ação de Graças” e o Natal.

Mas você deve imaginar que nem toda promoção é realmente vantajosa. Há empresas que prometem promoções sem descontos de verdade, outras que vendem itens de mostruário sem garantias e até mesmo aquelas que não entregam os materiais prometidos pelos anúncios. Mas o que fazer nesses casos? Muitos já sabem que a saída mais segura está em procurar o Procon.

E para os paulistanos existe uma novidade que pode tornar isso ainda mais fácil. Das 19h00 de 27 de novembro até meia-noite do dia 28 de novembro o Procon-SP estará trabalhando com uma central de atendimento especial com funcionamento ininterrupto. Segundo uma nota oficial da Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor, os preços da capital paulista estão sendo monitorados desde agosto para que ninguém seja enganado. Você conferir também as dicas que trouxemos neste link.

Na mesma nota, o Procon-SP afirma que “está preparado para a Black Friday e que o objetivo é equacionar o problema do consumidor junto a empresa em tempo real”. Além disso, o órgão recomenda que “as compras sejam feitas rapidamente por causa dos estoques". Por fim, o Procon ainda relembra que os consumidores que compram em liquidações têm os mesmos direitos que qualquer outro comprador.

Cupons de desconto TecMundo: