Os jogos independentes não param de crescer, e isso vale para todas as plataformas. Cada uma oferece ferramentas mais acessíveis aos desenvolvedores. O ID@Xbox é o programa da Microsoft para artistas do mundo inteiro revelarem seus talentos, e o Brasil pouco a pouco se insere num rol maior dentro de um mercado cuja disputa é cada vez mais acirrada.

E, quem diria, o nosso país está no epicentro dessa indústria, andando em total contramão do atual cenário econômico que assola o território. O recém-lançado Aritana e a Pena de Harpia, por exemplo, marca o primeiro título 100% brasileiro no Xbox One, numa experiência que divide um pouco da cultura brasileira com os gringos e traz uma aventura decente a quem curte plataforma.

Num bate-papo informal com o TecMundo Games na BGS, Esteban Lora, gerente de negócios da ID@Xbox, enalteceu a força dos indies na família Microsoft, falou sobre o sucesso do programa e se orgulhou dos talentos brasileiros escondidos por aí, os quais, gradativamente, começam a chegar ao terreno do Xbox One.

Esteban Lora, gerente de negócios do programa ID@Xbox

Biblioteca imensa a caminho

Está vendo esse monte de cartões na foto que abre esta notícia? Cada um deles, acredite você ou não, representa um título do ID@Xbox. “Era um programa sem artistas brasileiros. Conversamos com muitos estúdios do Brasil do último ano pra cá. Temos, agora, o primeiro jogo no Xbox One. Tenho jogado Aritana e gostei muito. Fiquei feliz com a premiação [que o criador recebeu das mãos de Phil Spencer]”, contou o executivo ao TecMundo Games.

Não são só os estúdios brasileiros que começam a se sentir mais à vontade no terreno do ID@Xbox. Talentos do mundo inteiro enviam projetos que, somados, constroem uma biblioteca imensa a caminho das plataformas da Microsoft. “Cada cartão desse representa um jogo de algum estúdio do mundo. E o legal é que os jogos são realmente bons! Não estão aqui apenas para fazer volume. É difícil escolher um, eu gosto de todos. Todos os dias recebemos um novo”, revelou Lora.

Integração com Windows 10: cross-play e ótima recepção

O Steam e a Xbox Live cada vez mais se comunicam na mesma língua. Com a integração entre Windows 10 e Xbox One, além da extensão do programa ID@Xbox ao sistema operacional, será cada vez mais comum vermos games indies que permitam jogatinas online entre as duas plataformas (PC e Xbox One), além de saves na nuvem, placares de líderes, matchmaking no multiplayer e outros benefícios.

“O ID@Xbox se estendeu ao Windows 10. Isso é fantástico aos desenvolvedores porque agora eles têm mais opções. O sistema operacional é acessível a múltiplos dispositivos, o código de programação é o mesmo. É um ótimo momento para desenvolver jogos, há muitas opções à disposição. Temos a Xbox Live no Windows, então, imagine, temos o cloud save, o matchmaking, o cross-play. Acreditamos muito que essa abertura traga mais espaço e mais inovações ao cenário indie. Queremos ver mais do Brasil para o mundo e do Brasil para o Brasil”, explicou o gerente.

Que o mercado continue recebendo títulos assim. Alternar a jogatina entre um triple-A e um indie que não tem medo de ousar é a rotina de muitos jogadores – sem falar que esses games são necessários para trazer um tempero diferente ao mercado.

O que você acha da crescente biblioteca de indies no Xbox One graças ao programa ID@Xbox? Comente no Fórum do Baixaki Jogos.

Cupons de desconto TecMundo: