Produzir um carro é um processo altamente complicado, que se torna ainda mais problemático quando você é uma companhia como a BMW. Com fábricas espalhadas por todo o mundo, a montadora decidiu usar scanners bastante precisos para criar modelos tridimensionais dos veículos que saem de suas linhas de produção.

O intuito da empresa com essa abordagem é garantir que um carro tenha sempre as mesmas características, independente da parte do mundo em que ele é produzido. O processo é usado desde os momentos em que um veículo está em processo de desenvolvimento até o momento em que ele sai de uma fábrica pela primeira vez.

O modelo 3D é criado com o auxílio de dois braços robóticos fixados a trilhos que usam lasers para criar um modelo tridimensional de um carro — tecnologia que tem a precisão de 100 micrometros (o diâmetro médio de um fio de cabelo humano). Os robôs criam pequenos quadros de 80 x 80 centímetros que depois são compilados em um modelo completo.

O processo exige alguns dias para ser totalmente finalizado, mas técnicas usadas anteriormente pela companhia demandavam muito mais tempo para gerar resultados que não eram tão precisos. A tecnologia traz a vantagem de permitir à montadora encontrar defeitos em etapas inicias, evitando que etapas tenham que ser refeitas posteriormente.

Atualmente empregada em locais como a fábrica da companhia em Munique, a tecnologia também permite medir o nível individual de metais presente em cada veículo fabricado. Embora a companhia estude trazer a solução para outras partes do mundo, atualmente ela deve ficar restrita à Alemanha.

Cupons de desconto TecMundo: