(Fonte da imagem: Reprodução/Daily Mail)

A estudante Martha Payne, de nove anos, se envolveu em uma confusão curiosa com a escola em que estuda e o conselho regional de Argyll, cidade no oeste da Escócia. Há cerca de um mês, ela criou um blog para fazer críticas gastronômicas amadoras sobre o almoço oferecido pela cantina do colégio – e acabou expondo falhas na alimentação fornecida às crianças de lá.

As postagens do “Never Seconds” incluem fotos de cada prato, uma análise de cada alimento e até itens como calorias, pedaços de carne e fios de cabelo encontrados no prato. A falta de verduras e outras iguarias saudáveis também é constantemente notada pela jovem. Como o blog cresceu em acessos, a escola ficou sabendo – e resolveu censurar as publicações da aluna.

Volta por cima

Por ordem do conselho regional da cidade, a escola chamou Martha para uma conversa e, além de ordenar o fim das postagens, proibiu novas fotografias dos pratos da cantina. A blogueira mirim, que se tornou uma celebridade local, expôs o fato em uma postagem final e comoveu seus mais de dois milhões de fãs.

A aluna critica a falta de variedade e excesso de frituras no lanche da escola. (Fonte da imagem: Reprodução/Never Seconds)

Naquele momento, ela já havia conquistado o coração do público: o chef Jamie Oliver postou o blog no Twitter e uma ação de caridade de Martha já havia levantado mais de US$ 3 mil para uma instituição que arrecada alimentos.

No fim das contas, a história teve um final feliz: graças ao apelo popular, o conselho regional viu-se obrigado a revogar a própria decisão e, depois de uma reunião com o pai da jovem, está disposto a permitir que as críticas ao lanche escolar continuem.

Fonte: The Verge

Cupons de desconto TecMundo: