Depois de uma longa e desconhecida batalha travada silenciosamente nos tribunais, a BlackBerry deve receber mais de US$ 815 milhões da Qualcomm por conta de questões relacionadas ao pagamento de royalties. Os detalhes são escassos, mas sabe-se que o valor ainda não inclui juros e taxas de advogados. A determinação da Justiça norte-americana fez com que as ações da empresa dos famosos celulares com teclado físico subissem 15% na quarta-feira (12).

A questão está relacionada a um acordo feito pelas empresas com relação ao uso dos chips da Qualcomm nos celulares da BlackBerry. As empresas haviam concordado que existiria um limite para certos pagamentos de royalties, mas acabaram discordando se essa limitação se aplicava a alguns valores significativos pagos feitos no passado.

A decisão fez as ações da BlackBerry crescerem 15% nesta quarta (12)

Com a decisão judicial, a dúvida foi esclarecida. “A BlackBerry e a Qualcomm têm um relacionamento de longo prazo e continuam sendo parceiros valiosos de tecnologia. Estamos felizes pela decisão a nosso favor e ansiosos para colaborar com a Qualcomm em segurança para circuitos integrados de aplicação específica [CIAEs] e soluções para a indústria automotiva”, afirmou o CEO da empresa de celulares, John Chen.

Nem todos estão felizes

Os representantes da Qualcomm, por sua vez, enfatizam que a decisão não tem impacto sobre outras licenças. Em uma declaração sobre o assunto, a companhia ressaltou que, ainda que discorde da determinação da Justiça, ela é obrigatória e não permite recursos. O valor final a ser recebido pela BlackBerry, incluindo as taxas dos advogados e os juros, será divulgado após uma audiência marcada para 30 de maio.

Cupons de desconto TecMundo: