Como vocês já devem saber bem, o Reclame AQUI é um dos sites brasileiros que acompanha bem de perto o andamento da Black Friday. E com várias horas passadas desde o início do evento a empresa resolveu trazer alguns números bastante interessantes para nos responder aquilo que todos os participantes do evento estão se preocupando: será que teremos mais uma “Black Fraude” em 2015?

Felizmente, parece que esse não vai ser o caso. Segundo os números divulgados por eles, temos uma diminuição de quase 25% no número de reclamações durante o início da Black Friday (das 18h do dia 26 às 6:20 do dia 27), com apenas 950 queixas contra as 1.200 de 2014.

E quem é a empresa que recebeu mais queixas nesse período? Nada menos do que a famosa loja de eletrônicos KABUM. A empresa, de fato, está em primeiro lugar disparado na lista, com 330 reclamações – o equivalente a 35% das reclamações feitas. Para você ter uma ideia, o segundo colocado da lista (as Americanas.com) teve literalmente um terço desse valor, enquanto o Submarino, em terceiro lugar no ranking, teve 52 reclamações.

Confira o “Top 10” registrado pelo Reclame AQUI na imagem abaixo:

Mais reclamações para computadores e celulares

Vendo esses números, não deve ser exatamente surpresa para ninguém que os produtos de informática foram os maiores alvos de reclamações. Foram 213 queixas durante as primeiras 12 horas da Black Friday, seguidos de problemas com celulares e smartphones, que somaram 97 queixas, e de eletroeletrônicos, com 75 queixas.

Ainda nesse âmbito, vale notar que acusações de “propaganda enganosa” foram os principais problemas registrados, com 410 reclamações (43% do total). Já a segunda maior insatisfação – sites fora do ar ou lentos – teve 87 queixas (apenas 9%), seguido dos avisos de “Produto Indisponível” em 76 casos (8%).

Algo curioso, embora não exatamente inesperado, foi a faixa etária das reclamações feitas na lista. Quem esperava ver muitos na faixa dos 18 a 24 anos na lista de queixas vai se surpreender, pois eles foram responsáveis por apenas 10% dos casos relatados ao Reclame AQUI. Os vencedores nas reclamações, por sua vez, foram os consumidores entre 25 e 45 anos, que totalizam 70% das queixas.

Em tempos de crise, todo o cuidado é pouco

Embora o menor número seja definitivamente algo bem-vindo, a má notícia é que isso não é necessariamente resultado de um melhor atendimento. Ao que parece, isso é um comportamento espera em tempos de crise, que, segundo Felipe Paniago (diretor de marketing do Reclame AQUI), está mais cauteloso antes de realizar uma compra.

"O Brasil vive um cenário econômico ruim. Mesmo assim, quem optou por comprar na Black Friday, está mais cauteloso e conseguiu fugir de problemas", afirmou ele.

Prova disso, vale notar, foi uma pesquisa feita pelo site antes do evento, que revelou que 97,15% dos entrevistados que pretendiam fazer compras durante a data iriam fazer pesquisas. Já daqueles que não tinham intenção de tirar proveito dos descontos, 25% disse que isso era resultado da crise; dos que restaram, 66% afirmaram não acreditar nos descontos, o que é um óbvio reflexo dos problemas ocorridos nas Black Fridays anteriores.

Black Friday 2015 Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: