Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos EUA, estão desenvolvendo uma tecnologia capaz de monitorar as frequências cardíaca e respiratória por meio de smartphones. Os registros biométricos dispensariam o uso de pulseiras e seriam feitos a partir dos dados coletados pelo giroscópio e acelerômetro.

Movimentos como contração e relaxamento do peito, por exemplo, bem como outras pequenas vibrações geradas pelo corpo seriam interpretadas pelo sistema – bastaria carregar o celular no bolso ou dentro de uma mala atada às costas para que os dados de monitoramento fossem, então, criados.

Sob o nome de “BioPhone”, a tecnologia tem o objetivo de aprimorar as funções de dispositivos já comercializados. Os estudos conduzidos pelos cientistas, contudo, ainda são inconclusivos, pois leituras imprecisas foram registradas pelo aplicativo de monitoramento biométrico quando colocado à prova por 12 voluntários.

Durante os testes, os participantes carregaram os aparelhos em seus bolsos e malas e realizaram exercícios junto de bicicletas ergométricas. Além de portarem os telefones, as cobaias fizeram uso também de pulseiras fitness devidamente credenciadas pelo Food and Drug Administration (FDA), órgão norte-americano responsável por regulamentar produtos relacionados à saúde humana.

O Samsung Galaxy S4 foi um dos celulares usados durante os testes conduzidos pelo MIT.

De acordo com os pesquisadores, inconsistências entre as informações coletadas pelo app e as registradas pelos sensores aprovados pelo FDA foram encontradas: as taxas de batimento cardíaco estavam descompassadas em mais de uma por minuto enquanto a frequência respiratória ficou fora de ritmo por ¼ de minuto a cada nova inflada de peito.

Segundo Javier Hernandez, cientista do MIT responsável pelo estudo, há ainda um longo percurso a ser percorrido antes que a tecnologia possa ser lançada para concorrer com as pulseiras fitness. Formas mais apuradas de monitoração biométrica e a especificação de leituras para quando o celular está no bolso ou dentro da mala dos usuários são alguns dos desafios que devem ser superados pelo “BioPhone”.

...

Você usa algum tipo de aparelho de leitura biométrica? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: