A íris artificial usa técnicas de fotoalinhamento, com moléculas do cristal líquido ajustando sua direção de acordo com a iluminação recebida

As tecnologias de robótica e biomedicina têm atingido patamares impressionantes nos últimos anos, o que pode ser muito bem utilizada em implantes de todos os tipos para ajudar pessoas que tenham alguma forma de dificuldade. Indo além dos itens mais óbvios, como próteses de membros, cientistas da Universidade de Tecnologia de Tampere, na Finlândia, criaram uma íris artificial que é capaz de se ajustar autonomamente de acordo com a recepção de luz.

Usando um material elastômero sensível à luz, na forma de um cristal líquido, o grupo criou um objeto que se parece com uma lente de contato, mas que é capaz de “compreender” a luz que é emitida sobre ele e abrir ou fechar mais sua captação, assim como uma lente de câmera fotográfica faz.

Assim, a íris artificial usa técnicas de fotoalinhamento, com moléculas do cristal líquido ajustando sua direção de acordo com a iluminação recebida. A ideia é que, em um futuro próximo, ela possa ser usada como um dispositivo biomédico em implantes, evitando a necessidade de alguns transplantes de córnea. Basta ajustar a tecnologia para que ela entenda mudanças mais sensíveis de brilho e funcione sem problemas em ambientes aquosos.

Cupons de desconto TecMundo: