(Fonte da imagem: ThinkStock)

O que um cachorro pensa quando vê um animal de outra espécie? E quando recebe carinho do dono? E quando resolve correr atrás da própria cauda? Esses e muitos outros mistérios do universo canino estão prestes a serem desvendados por pesquisadores da Emory University, que estão testando um novo método de “leitura de pensamento” para animais.

O equipamento utilizado é um aparelho de ressonância magnética inofensivo para os bichos, o mesmo utilizado em estudos convencionais sobre o cérebro humano. O procedimento busca reconhecer padrões na atividade cerebral dos animais e buscar essas mesmas marcas em atividades seguintes.

Primeiro, é feita alguma ação que o cérebro do cão precisa ler como “ameaça”, por exemplo. Esse estímulo gera uma resposta no cérebro, que é gravada pelos cientistas. A partir daí, sempre que o animal reagir a alguma ameaça, essa assinatura vai aparecer de novo na ressonância – e aí será possível identificar o que ele está pensando.

O problema? Segundo o EurekAlert máquina é pequena e barulhenta, sendo irritante até para os seres humanos. Desse modo, é necessário treinar os cães antes utilizar o aparelho – e os voluntários estão reagindo bem até o momento, portanto espere resultados muito em breve.

Fonte: EurekAlert

Cupons de desconto TecMundo: