Pense rápido! Ao ouvir a palavra mapas, qual serviço online vem à sua cabeça? Se a resposta for Google Maps é bom começar a expandir os horizontes. A Microsoft está investindo pesado em inovações no Bing Maps, aparentemente, com intenções de destronar o Maps da Google.

O buscador Bing foi lançado em maio de 2009 e, com menos de um ano de vida, já incomoda o queridinho da Google. De acordo com dados do comScore – empresa que realiza pesquisas na internet – em novembro do ano passado ele já possuía 10,3% de participação no mercado de buscadores. Arrebatando alguns usuários do Google e muitos do Yahoo!, o Bing continua crescendo nas pesquisas e na preferência dos internautas.
Bing 2.0
Em dezembro de 2009 a versão 2.0 do Bing foi apresentada e os maiores destaques foram para o Bing Maps. Algumas novidades permitem que o usuário se divirta muito, no entanto, o que está por vir é o que impressiona. 

Bing Maps quer briga

Mapas em 3D
Em um vídeo apresentado no TED – evento onde várias ideias referentes ao mundo da tecnologia, meio ambiente e design são apresentadas – Baise Agüera y Arcas, um dos desenvolvedores do Bing Maps, fez uma demonstração de três novidades que chegaram ou chegarão ao serviço de mapas.

Aplicativos
Uma ótima novidade no Maps da Microsoft são alguns aplicativos. A clicar no botão “Map Apps”, você encontra (até o momento) 17 opções de camadas para serem aplicadas nos mapas e ter acesso às informações sobre os mais variados locais do mundo a partir de perspectivas diferentes.

Opções de aplicativos para dar mais gás ao Bing

Entretanto, o aplicativo que foi usado na TED durante as apresentações e que mais oferece mais coisas novas é o “Streetside Photos”. Com ele é possível caminhar por algumas cidades que já foram fotografadas pelo carro “Streetside” da Microsoft – igual ao Google Streetview – e vê-las integradas às fotos de milhares de internautas que as mandaram para o Flickr.

Integração Bing e Flickr

Além disso, o Flickr é o fornecedor de imagens para criar ambientes. Na cerimônia de abertura da Olimpíada de Inverno em Vancouver, Canadá, por exemplo, é possível visualizar todo o estádio a partir de milhares de fotos enviadas para o serviço de hospedagem.

Esteja lá e compartilhe as imagens com o mundo

Abusando da tecnologia de geolocalização, assim que o Streetside tira uma foto, uma coordenada  busca uma imagem do mesmo lugar, com ângulo parecido na base de dados do Flickr e a exibe. Com isso, é possível ver com mais qualidade determinados locais.

Exemplo integração Flickr e Bing Maps

Passeio 3D

Assim como o Google Maps, o Bing também permite passeios pelas ruas de algumas cidades. Aqui não é diferente, pois assim como no Google Maps, no Bing também vai ser possível passear por dentro de prédios, faculdades e parques.

No vídeo é possível observar que as fotos são captadas no interior de estabelecimentos públicos com a ajuda de uma mochila. Porém, a visualização de dentro prédios ainda não está disponível no serviço.

Em breve, imagens internas farão parte do serviço

No momento, apenas três cidades têm suporte para a visualização em 3D: Vancouver no Canadá, Seattle e São Francisco nos Estados Unidos. Além da restrição no número de cidades, nem todas as ruas foram mapeadas, as disponíveis aparecem em azul.

Ruas com disponibilidade de visualização em 3D. Na imagem o aplicativo de geolocalização de imagens.

Vídeo em tempo real

Uma das novidades quentes que vêm por aí é a transmissão de vídeo em tempo real. Usando a nova rede 4G será possível procurar um ponto no mapa e acompanhar em tempo real os vídeos que estão sendo gravados naquele local. Ao longo do vídeo de demonstração, é possível perceber que a nova tecnologia vai dar muito mais dinamismo e informações às buscas de lugares no Bing. 

Vídeos e mapas? Isso combina?

O céu é o limite?

Se você acha legal ver as ruas em 3D em vários lugares do mundo, saiba que o Bing Maps vai permitir a visualização das constelações que estão sobre aquela cidade. Integrado ao Worldwide Telescope, ao mirar o céu o ambiente se transforma e exibe as estrelas e sua posição no céu naquele momento. 

Constelações sobre você

Realidade aumentada

O próximo passo do Bing Maps é adicionar recursos de realidade aumentada para os usuários. Com ela, será possível apontar um celular com câmera e acesso à internet para algum monumento, bar ou loja, por exemplo, e obter na hora informações sobre aquele local. As informações viriam dos próprios frequentadores do ambiente, afinal sites que avaliam bares, restaurantes, hotéis, baladas e afins são uma ótima fonte de pesquisa.Como usar?
Para conhecer tudo isso, você precisa acessar o novo Bing Maps e instalar o Silverlight no navegador, caso você não o tenha.  Infelizmente, apenas algumas cidades oferecem a opção para visualização em 3D. Contudo, a maioria dos aplicativos disponíveis contemplam vários países e cidades.

Depois de acessar o novo Bing Maps, basta clicar no ícone representado por um boneco azul e identificar os locais onde a visão 3D já está disponível. A tendência é que o número de cidades com suporte 3D suba com o passar do tempo.

Botão para iniciar o passeio

Os aplicativos ficam na área “Map Apps”, sendo assim, basta clicar sobre esse botão e conhecer todas as camadas disponíveis.

Aplicativos

Integração é a chave
Você deve ter percebido que o Bing Maps quer deixar de ser apenas uma ferramenta para consulta de endereços e se tornar uma plataforma completa para integrar os usuários e o mundo. No entanto, nessa briga é possível perceber que Google e Bing estão usando as mesmas ferramentas para vencer.

Ao passo que o Bing usa o Flickr como fonte de imagens, o Google Maps se vale do acervo do Picasa e, quando o BM chegou ao interior de prédios, o GM também recrutou seu triciclo para mapear universidades, shoppings e parques.

O Bing veio com tudo!

Os aplicativos e a possibilidade de visualizar cidades a partir de ângulos diferentes já dão a ele poder de fogo para brigar com o Google Maps. Além disso, se a integração com os vídeos (uma tendência na web) e a visualização do espaço derem certo, certamente a Google vai ter que correr para não deixar o serviço da Microsoft tomar o território conquistado pela gigante do mundo das buscas.

Cupons de desconto TecMundo: