Uma maneira segura de efetuar o logon em um sistema Windows, adotada especialmente em versões antigas, é configurá-lo para que você seja obrigado a pressionar a sequência Ctrl+Alt+Delete para só então escolher um usuário. A função existe desde os primórdios dos computadores da IBM e, hoje, é mais utilizada para acessar comandos de reinicialização ou o Gerenciador de tarefas. Mas nem todo mundo gosta de ter “tanto” trabalho só para poder usar o PC – e, surpreendentemente, Bill Gates está entre essas pessoas.

O cofundador da Microsoft participou de um bate-papo na Universidade de Harvard e, lá, admitiu que adotar o atalho “foi um erro”. Tudo começa quando o entrevistador reclama que, na hora de ligar a máquina, ele precisa de três dedos posicionados nas teclas “Control”, “Alt” e “Delete" e pergunta o porquê de toda essa complicação. Na resposta, Gates fala que poderia ter usado apenas um botão, mas o funcionário da IBM insistiu para que a sequência fosse adotada.

Antes de demonstrar o arrependimento, Gates explica que essa é uma forma de ativar o sistema operacional em uma forma diminuta, para só então garantir o acesso. Vale lembrar que, há dois anos, um vídeo que mostra uma fala de David Bradley, da IBM, mostra um “direito de resposta” da companhia.

A explicação começa aos 16 minutos do vídeo, mas vale a pena conferir o bate-papo inteiro, caso você não tenha problemas com inglês.

Cupons de desconto TecMundo: