Um vídeo divulgado na última segunda-feira, 7 de março, finalmente esclarece o mistério por trás da criação da famosa combinação Ctrl+Alt+Delete. O programador da IBM responsável pela inclusão do recurso, David Bradley, revela que o atalho foi criado inicialmente como uma ferramenta para desenvolvedores e que não deveria ser disponibilizada para os usuários finais.

De forma bem humorada, Bradley explica que o atalho surgiu como uma forma de iniciar o computador usado para digitar os códigos de programação do DOS. Segundo ele, devido ao hardware e software totalmente novos, não era incomum que ocorressem travamentos ou que a máquina simplesmente desligasse sozinha. O atalho foi criado como uma alternativa fácil para ligá-la ou reiniciá-la sem ter que apertar o botão de força.

Apesar de originalmente estar programada para servir somente como uma ferramenta para os desenvolvedores, o departamento de publicidade foi responsável por torná-la uma parte integrante do sistema operacional. Bradley afirma que a combinação de teclas foi vista como uma solução inteligente para ensinar aos usuários como iniciar os processos de um disquete ao inseri-lo na máquina.

Ao final do esclarecimento, o desenvolvedor aproveita para alfinetar Bill Gates, presente no evento durante o qual as declarações foram registradas. Segundo ele, o ex-CEO da Microsoft foi o grande responsável por transformar um trabalho de programação que durou cerca de cinco minutos em um verdadeiro ícone da cultura popular e sinônimo de problemas no computador.

Cupons de desconto TecMundo: