O verão no Hemisfério Norte está chegando (e aqui, infelizmente, o inverno) e como é de praxe todo ano, Bill Gates, ninguém menos que o fundador da Microsoft e o homem mais rico do mundo, faz sua sugestão de cinco livros que todos deveriam ler — segundo o gosto dele, é claro.

Como o próprio Bill Gates afirmou na postagem em que revelou a lista, são livros que ele leu recentemente e gostou muito. Além disso, que fizeram ele pensar de outras maneiras. A relação de obras é bastante eclética, com uma dose especial de matemática e ciência, como era de se esperar. Confira a seguir os cinco livros:

“Sveneves”, de Neal Stephenson

Nesta ficção científica, a Lua explode e deixa os seres humanos em pânico. Assim, o mundo se une para tentar sobreviver à chuva de meteoros apocalíptica que pode acabar com a vida na Terra enviando diversas naves especiais para fora do planeta. Segundo Bill Gates, a obra conta com detalhes superespecíficos sobre tecnologia espacial e essa foi a primeira ficção que o fundador da Microsoft leu em mais de uma década.

Ainda não há publicação dessa obra em português.

"Sveneves", de Neal Stephenson

“How Not to be Wrong”, de Jordan Ellenberg

O livro explica como a matemática atua no nosso dia a dia sem que sequer percebamos. Ele pega situações comuns e as utiliza como base para inserir todo tipo de conhecimento matemático que possa estar envolvido com aquilo em uma linguagem extremamente acessível. A conclusão do livro, segundo o autor, é que “fazer matemática é, de uma só vez, ser tocado pelo fogo e estar cercado pela razão”.

A versão brasileira foi lançada pela editora Zahar e chama-se “O Poder do Pensamento Matemático”.

“O Poder do Pensamento Matemático”, de Jordan Ellenberg

“The Vital Question”, de Nick Lane

"Energia é o centro do enigma". É isso que o autor afirma nessa obra, que diz que se entendêssemos melhor sobre como a energia funciona, seríamos capazes de compreender a origem da vida e como tudo se tornou tão complexo com muito mais facilidade. Nick Lane também diz que as mitocôndrias das células poderiam ter um papel crucial no combate ao câncer e à desnutrição. Correto ou não, suas especulações podem nos levar muito longe.

Ainda não há publicação dessa obra em português.

“The Vital Question”, de Nick lane

“The Power to Compete”, de Ryoichi Mikitani e Hiroshi Mikitani

Essa obra trata-se de um diálogo entre os autores, pai (já falecido) e filho, ambos economistas, e o segundo, fundador da empresa Rakuten. Eles tratam, entre outras coisas, do motivo pelo qual as imensas empresas japonesas dos anos 1980 perderam tanto espaço no mercado para seus concorrentes chineses e sul-coreanos. Bill Gates afirma que não concorda totalmente com todos os pontos citados no livro, mas que ele é cheio de ótimas ideias sobre o assunto e "apresenta uma visão inteligente do futuro de um país fascinante, o Japão".

Ainda não há publicação dessa obra em português.

“The Power to Compete”, de Ryoichi Mikitani e Hiroshi Mikitani

“Sapiens: A Brief History of Humankind”, de Yuval Noah Harari

Em apenas 400 páginas, o autor descreve toda a história da humanidade e como hoje em dia grandes tecnologias como a inteligência artificial e a engenharia genética, por exemplo, vão nos mudar no futuro. A afirmação de que os humanos eram melhores antes de começarem a dominar a agricultura não agradou muito a Bill Gates, mas, ainda assim, a obra é um ótimo panorama histórico e analisa bem o amanhã da nossa espécie.

A versão brasileira foi lançada pela editora L&PM e chama-se “Sapiens: Uma Breve História da Humanidade”.

"Sapiens: Uma Breve História da Humanidade", de Yuval Noah Harari

Quais os livros mais recomendados sobre tecnologia, ciência e matemática no ano de 2016? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: