Depois de ocupar todas as principais manchetes ao ser adquirida pela Apple, a Beats está mais uma vez no centro das atenções. A empresa, famosa pelos seus headphones e aplicativos musicais, foi oficialmente banida da Copa do Mundo pela FIFA.

O principal problema ocorre pela presença da Sony entre os patrocinadores oficiais da Copa do Mundo. As duas empresas disputam o mercado de fones de maneira acirrada e a patrocinadora ficou revoltada com a presença dos produtos da rival nas transmissões dos jogos e entrevistas.

Grandes nomes, como Neymar, parecem ser muito apegados aos seus headphones da Beats e os levam para todos os lugares, fazendo propaganda gratuita para a empresa. Isto levou a FIFA a criar um banimento oficial da marca em eventos da Copa do Mundo, proibindo os jogadores e as equipes técnicas de utilizar publicamente qualquer equipamento da empresa durante transmissões oficiais.

A Beats e a copa do mundo

Esta não é a primeira vez que a Beats se beneficia com a Copa, seu comercial “The Game before the game” estrelado por Neymar, foi visto por mais de 15 milhões de pessoas no YouTube. O vídeo foi até mesmo celebrado pelo CEO da Apple que disse pelo Twitter que “o time da Beats capturou o espírito do evento de maneira perfeita. Um vídeo necessário antes de assistir à Copa.”

 O banimento não será de todo mal para a Beats, os especialistas em marketing da Reuters alegam que o mercado percebe que os jogadores ainda preferem a Beats, continuando a usar os seus fones sempre que é possível. A empresa parece seguir a mesma ideia que a fez ganhar popularidade durante as olímpiadas de Londres em 2012, quando ela enviou gratuitamente milhares de fones aos principais atletas da competição. Desta maneira, a Beats garantiu que ganharia propaganda sem ter que pagar nada para o Comitê Olímpico.

Cupons de desconto TecMundo: