Uma das questões mais importantes da compra da Beats pela Apple era se os aplicativos da empresa continuariam disponíveis para outros sistemas operacionais como o Android e o Windows Phone. O problema parece sanado agora que Tim Cook, o CEO da Apple, confirmou que as outras plataformas vão continuar nos planos da empresa dizendo que “é tudo sobre a música”.

Este anúncio é algo completamente inédito para a Apple, que possui uma longa história de fechar todo tipo de serviço oferecido para seus rivais depois de uma aquisição. O modelo de assinatura do Beats continuará funcionando normalmente, oferecendo uma alternativa ao serviço gratuito de rádio do iTunes. Da mesma forma, a criação e desenvolvimentos de fones de ouvido e caixas de som continuará sem qualquer tipo de alteração.

Outras companhias adquiridas pela Apple não tiveram o mesmo fim.  Em 2009, eles adquiriram a Lala, um serviço online de música, apenas para fechá-lo poucos meses depois. As principais características e vantagens do Lala foram transferidas para o iTunes no ano seguinte. Desde então, este tem sido o modus operandi da empresa: comprar potenciais rivais para incrementar seus próprios produtos.

O que esperar do futuro do Beats

A questão que devemos nos perguntar é se esta nova relação da Apple com seus serviços adquiridos irá durar? No caso do Beats, acreditamos que sim, já que este é um aplicativo que lucra ao possuir o maior número possível de assinantes (desta maneira ele tem que estar presente em todas as plataformas). Apesar disso, sabemos que a empresa possui novos planos para ele, e Tim Cook já afirmou que “novas funções estão vindo e vão surpreender a todos”. Só podemos torcer que os usuários de Android e Windows Phone não fiquem de fora destas novidades.

Cupons de desconto TecMundo: