(Fonte da imagem: Reprodução/Telegram)

É até engraçado como do nada o Telegram subiu ao topo dos downloads e ultrapassou diversos mensageiros famoso, incluindo o WhatsApp e o Facebook Messenger. Em questão de poucas semanas, o app russo conseguiu mais de 5 milhões de usuários, número que possivelmente já está bem acima disso.

Somente na Google Play as estatísticas comprovam que o programa já foi instalado em mais de 10 milhões aparelhos (podendo chegar a até 50 milhões de gadgets). Conforme os dados do site App Annie, o Telegram continua no topo dos downloads de diversos países, tanto na categoria de comunicação quanto no ranking geral.

Ao que tudo indica, esse sucesso seria por conta das quedas e questões de venda do WhatsApp, mas não está bem esclarecido o motivo pelo qual tantas pessoas migraram da noite para o dia para um app tão similar (que não tem algumas funções e tampouco conta com traduções para muitos idiomas).

É ainda mais estranho se pensarmos que há uma série de outros apps já consagrados (Viber, Kik, LINE, Facebook Messenger e outros) para as principais plataformas móveis. Outro fato curioso diz respeito à época de sucesso do Telegram, que foi depois do dia 17 de fevereiro, pouco antes da negociação do WhatsApp.

(Fonte da imagem: Reprodução/Droid Guru)

Com tudo isso em pauta, ficam algumas dúvidas. Afinal, por que ele é o app mais desejado do momento? Quais os benefícios e desvantagens do Telegram? Vamos abordar e tentar responder essas e outras questões neste artigo.

O Telegram é uma cópia do WhatsApp?

Todo mundo que vê imagens, notícias e tutoriais sobre o Telegram tem a leve impressão de que ele é idêntico ao WhatsApp. Quem de fato chega a instalar e experimentar tem a certeza de que muitos elementos visuais e funcionalidades realmente fazem deste programa um clone do famoso mensageiro comprado pelo Facebook.

Os fundos das telas de mensagem, os menus posicionados de forma idêntica (até mesmo os ícones são iguais), a tela de contatos, a disposição dos elementos no histórico e até mesmo o símbolo de mensagem enviada (aquele V duplo) revelam que a desenvolvedora do Telegram não fez cerimônia e não se importou em criar um app igual que tem apenas as cores trocadas.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google Play)

A ideia é simples. Não há por que mexer no que está bom. O ponto aqui não é inovação em design, uma interface revolucionária ou funções extraordinárias. Aparentemente, os desenvolvedores do Telegram estão dispostos a roubar a base de usuários do WhatsApp por um simples motivo: as pessoas precisam de um mensageiro seguro.

Aliás, se você reparar bem, o app russo não tem uma série de ferramentas que estão disponíveis nos softwares concorrentes, o que incluiu o envio de mensagens de voz e ligações via internet. Isso, no entanto, não quer dizer que ele é inferior ou que não pode ser o programa dominante.

Por que o Telegram chama a atenção?

Levando em conta que estamos tratando de um app com visual copiado e com menos recursos que o WhatsApp, a dúvida que fica é: afinal, por que as pessoas estão migrando?

Não há como definir um motivo exato, mas há algumas boas razões que nos permitem entender por que as pessoas passaram a adotar o Telegram como app de mensagens.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google Play)

A primeira e mais evidente vantagem deste software é a segurança. Desenvolvido com uma API de código aberto (o protocolo MTProto), o aplicativo garante que as informações trafegam de um lado para outro sem que ninguém interfira no caminho.

A confiança nesse sistema é tão grande que o desenvolvedor Pavel Durov oferece a incrível quantia de 200 mil dólares para o hacker que conseguir quebrar o protocolo de criptografia do Telegram (fica a dica para você que é um gênio e quer ficar rico).

É graças a esse sistema de segurança que o app possibilita trocar mensagens secretas (que não podem ser vistas nem mesmo pelo pessoal do Telegram, tampouco por governos ou empresas que tenham interesse em seus dados). A ideia inclusive, segundo o que desenvolvedor disse ao TechCrunch, era que o programa não pudesse ser espionado pelo governo russo.

(Fonte da imagem: Reprodução/Telegram)

Outra vantagem notável deste software está na velocidade de troca de mensagens. Ele foi programado apenas para a troca de mensagens, por isso não envia dados desnecessários. Isso tanto acelera a troca de conteúdos, quanto evita o consumo excessivo do seu pacote de dados.

Um sistema aberto

Muitos mensageiros disponíveis na web demoram em chegar a algumas plataformas, pois os desenvolvedores normalmente se dedicam àquelas que são mais difundidas e deixam alguns sistemas de lado. Com o Telegram essa história pode ser bem diferente, pois com o código aberto qualquer desenvolvedor pode construir um app para PCs e outros gadgets.

O Windows Phone 8, por exemplo, já recebeu seu cliente compatível com a rede do Telegram. O aplicativo Ngram ainda está em versão Beta, mas já funciona perfeitamente e vem garantindo que os adeptos do sistema da Microsoft possam se conectar com seus amigos.

Justamente por ser um aplicativo de código aberto, a desenvolvedora Telegram LLC não tem qualquer plano em fazer dinheiro com o programa. Segundo os desenvolvedores, o app é gratuito, continuará gratuito e não haverá cobrança para o uso dos serviços.

É realmente seguro?

Vale notar que o Telegram, assim como qualquer outro software no mundo, não é impossível de ser invadido. Ele pode ser um dos mais seguros que existem, mas tenha a certeza de que alguém vai encontrar alguma brecha. Sempre encontram, não importa se é um sistema da NASA, da Google ou da Microsoft.

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Calma, não é preciso entrar em pânico. Estamos apenas dando esse alerta porque alguém já conseguiu encontrar um bug no Telegram e faturar 100 mil dólares (não foi uma invasão propriamente dita, então a pessoa não levou os 200 mil para casa). Então, pode ser que outra pessoa consiga ir além de um simples bug e visualizar mais dos códigos secretos do app.

Devemos ressaltar que, ainda que alguém consiga de alguma forma invadir os servidores do Telegram, isso não garante acesso ao conteúdo de mensagens secretas. Acredite, esse sistema é realmente seguro contra os hackers mais avançados.

Essa troca de informações exclusiva do aplicativo é uma ponte segura entre dois aparelhos, sendo que não há nenhuma forma de decifrar as mensagens sem obter as imagens-chave que ficam armazenadas apenas nos dispositivos que estão envolvidos na conversa secreta.

Vale a pena sair do WhatsApp?

O Telegram pode ser muito seguro e rápido, mas ele ainda deixa a desejar em alguns pontos. A verdade é que não podemos garantir que você ficará totalmente satisfeito com o produto, ainda mais que ele está dando seus primeiros passos.

Ainda sem tradução para o português e contando apenas com funcionalidades básicas, este software pode ser uma boa opção para quem quer apenas trocar mensagens de texto e dispensa os recados de voz. Ligações via internet também não devem aparecer tão cedo, mas nada impede que um dia elas estejam presentes.

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

No fim, o que realmente conta é a sua lista de contatos. Não é interessante adquirir uma novidade se você não tem com quem interagir. Às vezes, é melhor convencer seus amigos antes de instalar o app e ficar conversando com o vácuo.

De qualquer forma, o Telegram (disponível para Android e iOS) tem um futuro brilhante e não duvide que você acabará instalando o programa hora ou outra, ainda mais se considerarmos que o WhatsApp e alguns apps similares estão pisando na bola com servidores instáveis e problemas de privacidade.

Vamos ver o que o futuro nos diz e se Zuckerberg fez a jogada certa ao pagar tanto por um mensageiro. No fim das contas, uma coisa é certa: o Telegram é um concorrente em potencial, pois não custa nada e protege seus usuários. Você já testou o app? Qual é o seu favorito?

Cupons de desconto TecMundo: