Imagem de: Banda larga mais barata com isenção de impostos

Banda larga mais barata com isenção de impostos

1 min de leitura
Avatar do autor

O preço da banda larga está cada vez mais próximo do que os brasileiros gostariam. Em uma reunião, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, e o secretário da Fazenda da Bahia, Carlos Marques, indicaram uma diminuição no preço das assinaturas desse tipo de conexão.

O motivo seria a saída desse serviço da lista do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), fazendo com que a tarifa atinja um preço menor nos estados que aderirem à proposta. Distrito Federal, São Paulo e Pará já fazem parte da lista que aprovou o projeto.

O preço para esses locais pode chegar a 29 reais, principalmente após atingir sucesso com as metas do Programa Nacional de Banda Larga. Já para as localidades que não abrirem mão da taxa, o valor deve ficar em torno de 35 reais. Paulo Bernardo manifestou a opinião do Ministério das Comunicações na Campus Party 2011, em janeiro, mas só agora os primeiros resultados começaram a aparecer.

A participação de Marques nas discussões é importante, já que o ministro é também coordenador do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que trabalha com finanças e tributação em todo o país. O próximo passo nas negociações deve partir do Confaz ainda nesta semana, em novos encontros com representas das operadoras telefônicas.

Categorias

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Banda larga mais barata com isenção de impostos