A Anatel acaba de revelar um novo relatório sobre a internet fixa no Brasil. De acordo com o documento, é possível dizer que os acessos continuam crescendo em todo o país, sendo que em setembro foram criados cerca de 13 mil novos pontos de conexão — ou seja: novas residências recebendo a tecnologia.

Com isso, o número total de residências conectadas subiu para 26.552.902. O crescimento mensal foi pequeno (apenas 0,05%), mas em comparação com setembro de 2015 o número está 4% maior, com pouco mais de 1 milhão de novos pontos de acesso. Com essas novidades, o número de casas conectadas no Brasil chegou a 38,6%.

Em comparação com 2015, o número de acessos cresceu 4% em todo o país

Se analisarmos as diferentes regiões, o Sudeste é a que mais está conectada, tendo 52,45% dos domicílios com banda larga fixa. O Sul aparece em seguida com 44,12% e a "medalha de bronze" fica com o Centro-Oeste que possui 42,12%. Norte aparece com 18,71% e o Nordeste fecha a lista com 17,53%. No ranking estão consideradas redes com as seguidas tecnologias:

  • por meios físicos confinados - Asynchronous Transfer Mode (ATM), Cable Modem, Ethernet, Fibra, Frame Relay (FR), acesso híbrido - Fibra e Cabo Coaxial (HFC), xDSL e Power Line Communication (PLC);
  • por satélite (DTH); e
  • por ondas de rádio terrestres - espectro radioelétrico em micro-ondas (MMDS), Fixed Wireless Access (FWA), Long Term Evolution (LTE), Spread Spectrum e Wimax.

Vale dizer que "xDSL" ainda é o grande líder no país, estando em 50,53% dos domicílios conectados. Em seguida surge "Cable Modem"  com 32,17% e "Spread Spectrum" aparece com 6,67%. Fibra óptica é apenas o quarto colocado, tendo 6,07% da participação. O ranking completo você pode conferir aqui.

.........

Será que podemos chegar aos 50% em breve?

Cupons de desconto TecMundo: