Quando pensamos na gigante marca Nike, nós a associamos com vestimentas, esportes e acessórios esportivos dos mais variados tipos. Mas aposto que uma base área não é o que você pensa quando lembra da companhia.

Por mais incrível que pareça, a Nike começou a construir uma base aérea própria em 2002, próximo à sede mundial em Beaverton, no Estado de Oregon, nos Estados Unidos. Apesar de parecer algo relativamente comum, a espetacular estrutura pode ser considerada como uma das mais avançadas e tecnológicas do mundo.

O Nike Air Hangar 1 – referência a um tênis famoso da empresa, chamado de Air Force 1 – é o local onde as aeronaves são armazenadas, construído próximo ao aeroporto de Hillsboro (HIO). A plataforma consegue manter operações de voo em qualquer um dos seis continentes em que a marca tem funcionários.

Com cerca de 12.200 metros quadrados, o Air Hangar 1 tem uma fachada com uma arquitetura futurística, um interior com design minimalista e com muitos elementos com vidro. Em outras palavras, é como se visualizássemos um local retirado de um set de filmagens de longas-metragens Sci-Fi. Nas salas do local, existem muitos itens históricos de diversos jogadores importantes e até mesmo um tênis do filme “De Volta para o Futuro 2”. Confira na galeria abaixo:

Ochoco, o outro hangar

Se você já gostou do Air Hangar 1, saiba que ele não é o único edifício do local. Construído em 2014, o Ochoco Private Hangar é um prédio feito para o cofundador da Nike, Phil Knight. O multibilionário tem à disposição quase 9.200 metros quadrados de pura beleza. A estrutura custou US$ 7,6 milhões (R$ 25 milhões) e necessita de US$ 54 mil (R$ 173 mil) para o aluguel anual do espaço.

Estes valores não são nada se forem comparados ao que pode ser alocado no lugar: um par de aeronaves Gulfstream 650s, que, totalizando, custam US$ 130 milhões (cerca de R$ 416 milhões). Além disso, o hangar possui murais dedicados a diversos treinadores históricos.

Os aviões da Nike são um destaque à parte

Bom, não adianta muito comentarmos sobre os hangares, as estruturas, a beleza e todo o resto e deixarmos o principal de fora: os aviões. Entre o Air Hangar 1 e o Ochoco Private Hangar há um espaço enorme que pode abrigar até cinco jatos corporativos. As aeronaves atuais são as Gulfstream 650s, tanto para o uso da empresa quanto para o uso pessoal de Phil Knight.

Estes modelos competem diretamente com o Cessna Citation X pelo primeiro lugar na categoria de jatos corporativos mais rápidos do mundo. Apesar de este segundo avião ser ligeiramente mais veloz, a escolha de ficar com os 650s tem um motivo: eles conseguem cobrir o dobro da distância do Citation X – cerca de 11.200 quilômetros –, com 8 passageiros.

A decisão casa perfeitamente com a infraestrutura da companhia espalhada pelo mundo. As velocidades médias nas viagens são de 1.100 quilômetros por hora. Entre os anos de 2007 e 2010, os executivos da Nike fizeram 751 voos para fora de Portland, tornando a companhia a recordista de viagens de jatos privados durante esta época. Dessas decolagens, 46 foram feitas por Phil Knight para assistir aos jogos do time de futebol americano Oregon Ducks.

Por mais que pareça uma despesa desnecessária, a base aérea da Nike no Estado de Oregon garante uma boa economia para a empresa. A estrutura economiza muito tempo e dinheiro das manutenções rotineiras dos veículos aéreos, além de facilitar as visitas aos fornecedores, clientes e eventos importantes. LeBron James, uma das figuras mais importantes do NBA, é apenas uma das pessoas que voam com as aeronaves da companhia.

Cupons de desconto TecMundo: