Pelo menos dez voos da LOT foram cancelados ontem (21) devido a um ataque hacker aos computadores da base terrestre do Aeroporto de Varsóvia, na Polônia; cerca de 1.400 pessoas não puderam seguir viagem. O sistema usado para o monitoramento de planos de voo saiu do ar e voltou a funcionar apenas cinco horas após o atentado. Outros 12 voos nacionais e internacionais acabaram atrasando.

“Estamos usando alguns dos computadores mais avançados do mundo, de modo que essa pode ser uma ameaça a toda a indústria da aviação”, observou Adrian Kubick, porta-voz da LOT, segundo informa o The Guardian. A companhia polonesa providenciou a hospedagem em hotéis de passageiros que precisaram passar a noite no aeroporto. Nenhuma aeronave foi comprometida.

O software responsável por gerir os planos de voo considera uma série de variáveis para o traçado do trajeto, tais como condições meteorológicas e trajetória de outros aviões para a avaliação de riscos de colisões; a eficiência no consumo de combustível é também avaliada. Esta não é a primeira vez que um ataque desse tipo acontece: no início deste mês, a base terrestre de um aeroporto dos EUA tambémteve seus planos de voo hackeados.