De acordo com a Administração Federal de Aviação, responsável pelos regulamentos e todos os aspectos da aviação civil nos Estados Unidos, o Boeing 787 Dreamliner possui um erro de software que pode causar a interrupção no fornecimento de energia elétrica. O resultado pode ser a perda de controle da aeronave.

Isso acontece porque o contador de tempo do avião não consegue registrar os valores depois de 248 dias, um erro conhecido como overflow de números inteiros. Por isso, o sistema do Dreamliner precisa ser reiniciado antes de completar esse ciclo.

"O modelo 787 ligado continuamente por 248 dias pode perder toda a força elétrica de corrente alternada devido à transição para o modo seguro das unidades de controle do gerador", diz um documento da Administração Federal de Administração.

Felizmente, os erros foram detectados em laboratório pela Boeing, e não durante um cenário real. A companhia já trabalha em uma atualização de software para corrigir a falha. Esse não foi o primeiro problema do Dreamliner: em janeiro de 2013, as baterias de uma aeronave desse modelo pegaram fogo. Apesar do susto, o incidente não causou nenhuma fatalidade.