(Fonte da imagem: Reprodução/Gizmodo)

Como noticiamos mais cedo aqui no Tecmundo, problemas com baterias derretidas de um Boeing 787 Dreamliner da Japan Airlines foram percebidos recentemente. No início do ano passado, um mau funcionamento bastante similar provocou o completo banimento dos voos de todos os modelos Boeing 787 do mundo (totalizando 50 aeronaves) por vários meses.

Outro modelo Boeing 787 apresentou problemas, também no Japão. A aeronave está atualmente no Aeroporto Internacional de Narita e possui falhas nas baterias; algo que também foi notado nos outros casos. As investigações já começaram e foram descobertos sinais de um líquido que escorreu para fora das baterias.

A decisão de analisar as baterias ocorreu depois que certa quantidade de fumaça foi percebida fora do avião e quando uma das células de bateria pareceu vazar. De acordo com o Twitter da Reuters AeroSpace News, as mudanças externas percebidas nas baterias ocorreram exatamente como foram projetadas para ocorrer em caso de problemas –  informação que foi fornecida pela própria Boeing.

"Recebemos informações sobre um problema em um 787 que aconteceu na tarde desta terça-feira em Narita, e que parece ter envolvido a ruptura de uma única célula de bateria", disse o porta-voz Marc Birtel. Segundo Birtel, o problema ocorreu durante uma operação de manutenção planejada e sem passageiros a bordo.

A Japan Airlines já está trabalhando para colocar esse avião em serviço novamente. Os recentes problemas com as aeronaves Boeing 787 estão presentes desde o lançamento do modelo e causam certa tensão em relação à segurança da aeronave.