Já faz alguns anos que testamos produtos da Avell e temos a oportunidade de conferir de perto o avanço de uma marca brasileira que entrega notebooks gamers de qualidade.

A fabricante que já virou queridinha dos brasileiros agora atualiza suas principais linhas de produtos com os chips GeForce GTX da série 10, entregando desempenho de ponta para os jogadores que buscam visuais estonteantes em um computador portátil.

A fabricante nos enviou o modelo Titanium G1546 IRON V3 para alguns testes. O aparelho em questão conta com tela de 15 polegadas e vem com uma configuração de hardware bastante impressionante. É importante salientar de antemão que os produtos da Avell podem ser personalizados, então é possível trocar vários componentes.

O dispositivo que testamos veio com processador Intel Core i7 top de linha, muita memória RAM, duas unidades de armazenamento, chip gráfico GeForce GTX 1070, teclado colorido e vários outros recursos requisitados pelos jogadores. Seria este o notebook perfeito para a jogatina? Vamos conferir de perto!

Especificações

Design característico da marca

Nos últimos anos, a Avell trabalhou bastante no design de seus produtos, levando inovação e qualidade até os consumidores. A companhia é nossa parceira de longa data e já testamos alguns aparelhos da série Titanium, de modo que temos um bom referencial para comparação com o mais recente modelo.

O novo G1546 IRON V3 segue o padrão de design de outros notebooks da Avell, trazendo cores já características da marca e alguns materiais que garantem uma familiaridade entre a série. Todavia, este novo produto se destaca pelas retas bem definidas, que garantem um visual mais ousado e diferenciado da concorrência.

Esse avanço também mostra uma mudança geral nesta série, que antes apresentava algumas curvas nos cantos, algo que talvez fosse um tanto ultrapassado, se levar em conta o design de vários dispositivos similares. Felizmente, a marca prestou a atenção nos detalhes, de modo que temos aqui uma máquina robusta e bastante bonita.

Por dentro, os elementos são distribuídos de forma bem interessante, garantindo bastante espaço para o uso do teclado, bom posicionamento doo sistema sonoro e bastante conforto no dia a dia. A tampa com textura que imita aço escovado e o interior com tons de cinza deixam o visual bem dark, algo que também marca a nova pegada da Avell.

A composição visual fica ainda mais agradável com os LEDs do teclado ativados. Você pode trocar as cores das luzes (que vêm em blocos e podem ser configuradas via software próprio) e ativar efeitos que incrementam bastante o visual.

O G1546 IRON V3 tem design ousado, com uma boa combinação de cores e qualidade de construção excelente

A parte de trás deste Avell também apresenta uma combinação ousada. O local que abriga as saídas de ar e também conectores de vídeo conta com várias retas posicionadas de forma dinâmica e bordas em material cromado.

Apesar de não ser um componente muito útil para a jogatina, o touchpad ainda é uma peça importante nos notebooks, uma vez que é um item essencial para o uso do sistema. Dessa forma, a Avell apostou em um elemento de tamanho avantajado e com botões físicos separados. No meio dos botões está o leitor biométrico, que garante segurança extra.

A tela de 15 polegadas — com resolução Full HD — apresenta painel do tipo fosco e ocupa muito bem o espaço disponível, deixando bordas simétricas nas laterais. A webcam centralizada combina com o conjunto.

Tela de alta qualidade

Com 15,6 polegadas e resolução 1080p (o que é tranquilo para uma máquina desse porte, já que o 4K seria exagero), o display garante altíssima definição e não exige a conexão em um aparelho externo para aproveitar os jogos em qualidade máxima.

A reprodução de cores é excelente, com contraste bem regulado e tons bem reforçados. Ainda que a gente posicione a tela em ângulos obtusos, dificilmente vemos distorções nas cores ou na reprodução do conteúdo de forma geral.

A superfície é do tipo fosco — ou seja, não tem revestimento de vidro —, o que evita reflexos. O nível de brilho é excelente, mas ao deixá-lo no mais alto é possível que cores mais escuras fiquem esbranquiçadas. Não importa se você está em uma sala escura ou jogando em um lugar bem iluminado, pois a tela dá show em qualquer situação.

Configuração de hardware monstruosa

Bom, toda essa parte visual é importante, mas vamos ao que interessa. No interior deste Avell, o consumidor se depara com o processador Intel Core i7-6820HK. Estamos falando de um dos modelos mais top que existem para o segmento de portáteis, o que mostra a preocupação da marca em entregar a melhor performance para seus consumidores.

O Intel Core i7-6820HK é um processador de alto desempenho que vai dar todo o suporte para todos os seus jogos favoritos

Nós poderíamos descrever várias qualidades desse modelo para revelar razões pelas quais ele entrega todo o desempenho que você precisa, mas especificações nem sempre são reveladoras. Assim, basta você saber que estamos tratando aqui de um chip de quatro núcleos (e oito threads) que roda a 3,6 GHz em modo Turbo, o que é suficiente até para desktops de alto nível.

Para acompanhar esta CPU de alta performance, o consumidor pode colocar de 16 até 64 gigabytes de memória RAM. O modelo que a gente testou tinha 32 GB de memória, uma configuração que basicamente serve a todos os propósitos do jogador. Mesmo que você pense em executar jogos em 4K, essa quantidade de memória já é até um exagero.

Para armazenamento, a Avell oferece opções para incluir HDs, SSHDs (discos comuns com memórias flash para entregar performance extra em determinadas atividades), SSDs ou até unidades do tipo M.2. Nós testamos um produto que trazia dois SSHDs Toshiba de 1 TB, os quais se mostraram muito robustos nos testes e iniciaram os jogos com rapidez. Eles não chegam ao nível dos SSDs, mas são ótimos!

GTX 1070 em toda sua glória!

Para integrar toda essa configuração robusta, é claro que a fabricante não poderia deixar de adicionar um chip gráfico de alta performance. O principal astro aqui é a GeForce GTX 1070 — e a gente não está falando de um chip especial para notebooks, não. O processador aqui é o mesmo existente nos desktops, ou seja, potência de sobra para curtir os games com alta qualidade.

A GeForce GTX 1070 aproveita as principais novidades da arquitetura Pascal e entrega alto desempenho ao consumidor. Ela roda com clock elevada, conta com 8 GB de memória do tipo GDDR5 e trabalha com as mais recentes tecnologias do mercado de games.

Graças a este componente, o novo IRON V3 da Avell detonou nos games. Nós conseguimos rodar todos os jogos em Full HD, com detalhes no máximo e até filtros ativados. As médias de performance sempre ficaram acima dos 30 frames por segundo, mesmo em títulos mais exigentes.

O jogo Batman Arkham Knight, por exemplo, obteve performance acima de 100 frames por segundo. O título The Division também funcionou tranquilamente, marcando mais de 70 frames por segundo. E nem o famoso GTA V deu cansaço para a placa. A GTX 1070 rodou o game da Rockstar com média de 50 fps.

No fim das contas, o chip gráfico deste notebook não conseguiu empatar com a GTX 1070 de desktop em todos os jogos, mas, surpreendentemente, ele até superou o modelo Founders Edition em alguns casos. Isso não significa que o chip para laptops seja mais forte que o de desktop em todos os casos, mas há situações em que a placa para notebook alcança ótimos resultados.

Agora, podemos ver que a potência é realmente incrível quando o desempenho da GTX 1070 instalada no Avell Titanium G1546 passou com facilidade os resultados da placa GTX 1060 para desktops. É importante notar que estamos falando de jogos pesados e com gráficos no máximo. Com esse chip gráfico, você pode até rodar jogos em 1440p ou 4K se fizer alguns ajustes nas configurações.

Testes de desempenho

Som de qualidade

Quando testamos o Titanium G1511, notamos algumas limitações na parte sonora do produto, algo que foi inclusive criticado em nossa análise. Depois desse review, a Avell nos enviou outros aparelhos que já apresentavam melhoras nesse quesito.

Com o Titanium G1546 IRON V3, percebemos que a fabricante resolveu investir pesado na qualidade de som e entregar um sistema bastante robusto para a jogatina. Apesar de deixar um pouco a desejar na questão dos graves, a configuração de áudio desse modelo é bem interessante.

A placa de som de alta qualidade e os alto-falantes da Onkyo mostraram ser suficientes para jogos e filmes. A fidelidade sonora é notável, sendo que, mesmo em alto volume, não conseguimos notar distorções significativas. É claro que os gamers vão acabar conectando um headset no notebook, mas ter a opção de curtir os sons no sistema do aparelho é ótimo.

Bateria fraquinha e temperaturas elevadas

Não adianta: por mais que as tecnologias avancem todos os anos, ainda está para surgir uma máquina gamer que realmente traga um componente energético de alta performance. O Avell Titanium G1546 IRON V3 pode até rodar todos os seus games na qualidade máxima e com desempenho maravilhoso, mas tudo isso tem um alto custo de energia.

No teste do Powermark, este Avell marcou 1 hora e 32 minutos de autonomia no modo de Entretenimento, que avalia a execução de gráficos tridimensionais e vídeos. No dia a dia, a gente conseguiu quase o mesmo tempo (deu para rodar os games por 1 hora e 50 minutos). Vale notar que todos os testes foram executados com a seguinte configuração:

  • Nível de brilho da tela em 50%
  • WiFi ligado
  • Bluetooth desligado
  • Modo de economia desligado
  • Retroiluminação do teclado ligada

Sim, existem algumas medidas que podem melhorar a autonomia da bateria, mas o problema é que o hardware consome mesmo muita energia, ainda mais no modelo que testamos que ainda vinha com dois HDs, e os coolers permanecem ligados constantemente para refrigerar o chip gráfico. No fim das contas, você vai ter que levar o carregador sempre na mochila.

Além da questão da autonomia de bateria, este notebook pode incomodar um bocado no quesito temperatura de operação. Em nossos testes, verificamos que o aparelho ultrapassa facilmente os 70 graus, algo perceptível até mesmo nas saídas de ar traseira. O maior problema, contudo, é que isso reflete em um calor excessivo no teclado, algo que atrapalha na jogatina.

Vale a pena?

A Avell foi uma das primeiras fabricantes a lançar notebooks gamers no Brasil com os chips GeForce de série 10. Isso mostra que a marca tem comprometimento com os gamers e quer levar o melhor da tecnologia para os jogadores curtirem os títulos com o máximo de qualidade.

O Avell G1546 IRON V3 é um dos pioneiros neste segmento e se mostra uma máquina muito feroz! Ele roda todos os games sem dificuldade e promete ser um parceiro de jogatina.O hardware é muito equilibrado, sendo que mesmo a configuração mais básica já deve dar conta dos títulos mais recentes.

O visual deste laptop é agradável. A fabricante caprichou no design e entrega para o consumidor um produto muito bonito. A tela com colorido caprichado também ajuda bastante, assim como o sistema de som de boa qualidade. A única coisa que deixa realmente a desejar é a performance da bateria e as temperaturas elevadas, o que já apontamos em vários outros modelos como problemas graves.

O modelo básico do Titanium G1546 IRON V3 chega por quase 10 mil reais (preço para pagamento em boleto) e a versão top que tem até unidade M2 custa quase 12 mil reais. Se você quiser equipar de verdade com ainda mais itens de hardware, dá para elevar esse preço um bocado.

Sim, a gente concorda que é um notebook caro, mas todo mundo sabe que este é o valor de notebooks gamers e o preço está bom perto dos concorrentes, pois muitas fabricantes ainda vendem máquinas com GTX 900 por esses valores. Sinceramente, não dava para esperar menos de um notebook com GTX 1070. No fim das contas, se você quer jogar de verdade, este Avell é uma ótima opção!

Cupons de desconto TecMundo: