Existe um mito que diz trocar peça ou fazer upgrades em notebooks é mais complicado e trabalhoso. Isso não é verdade. O que acontece é que, por serem menores, eles são mais delicados e requerem um pouco mais de jeito na hora do manuseio das peças.

Se você ainda tem algum receio ou dúvidas de como fazer isso o Baixaki apresenta um tutorial completo e mostra como é simples e rápido trocar os pentes de memória do seu notebook, algo que não vai tomar nem dez minutos do seu tempo. Pode cronometrar.

Antes de começar

Ok. Trocar as memórias do seu notebook é algo realmente simples. No entanto, nem por isso você precisar sair por aí comprando uma memória nova ou abrindo o seu equipamento sem nem sequer saber para que as memórias servem.

A memória é responsável pelo armazenamento das informações temporárias que serão lidas pelo seu processador. Em linhas gerais, quanto maior a capacidade de suas memórias, maior e mais rápida será a leitura dessas informações.

Outras variáveis como a capacidade do seu processador também influenciam. Por isso, de nada adianta ter 8 GB de memória, por exemplo, e contar com um processador ruim. O desempenho terá um acréscimo muito pequeno no final das contas.

Por isso, antes de pensar em trocar a memória do seu notebook, é importante saber duas informações: qual a capacidade máxima que a sua placa mãe suporta e o tipo de memória que o seu notebook utiliza.

Memória de notebook.

Existem pelo menos nove tipos de memória para notebooks. O Baixaki já abordou esse assunto no artigo Manutenção de PC’s: reconhecendo qualquer peça. Nele, você pode conferir um quadro com os tipos de memória e compararação com as do seu note.

Essa informação, certamente, também está descrita no manual de instruções do seu computador. Se você não sabe em que lugar ele anda, pode ainda verificar com um programa auxiliar. O CPU-Z e o Fresh Diagnose são alguns exemplos.


A segunda informação que você precisa saber é qual o limite de memória que a sua placa suporta. Algumas mais antigas, por exemplo, suportam apenas 1GB, em dois pentes de 512 MB. Ou seja, não adianta colocar dois pentes de 1 GB que eles não irão funcionar.

Essa informação também deve estar descrita no seu manual. Com os programas que citamos acima você também consegue identificar qual é a placa-mãe que seu computador utiliza e, no site do fabricante dela, você encontrará mais informações sobre as características dela.

Substituindo as memórias

Agora que você já conhece um pouco mais das memórias do seu notebook, já está habilitado a abrir seu computador e conhecê-las mais de perto. Mas antes, mais uma observação. Se o seu notebook está na garantia, abrí-lo sem autorização pode fazer com que uma assistência técnica presuma que ele foi violado e, com isso, sua garantia também se vai.


Se você está ciente disso, vamos em frente. Para abrir o seu notebook você vai precisar de uma chave Philips. Você já deve saber isso, mas sempre é importante lembrar. Antes de começar a fazer qualquer coisa, certifique-se que o aparelho está desligado e que todos os cabos estão desconectados.

Com o notebook fechado, vire-o de ponta cabeça e localize no fundo dele uma tampa com alguns parafusos. Com a chave Philips desparafuse todos eles e, então, abra a tampa.

Fundo do notebook: no destaque os parafusos que você deve tirar

Você já deve estar visualizando as suas memórias. No caso do nosso exemplo, as memórias são aqueles dois pentes indicados na foto abaixo. No próximo passo vamos retirar uma delas.

No destaque os dois pentes de memória.

Essa é a parte mais delicada. Como você pode perceber, ao lado delas há dois pequenos pinos, bastante delicados, responsáveis por dar sustentação a cada uma. Com muito cuidado, o que você precisa fazer e afastá-los, puxando levemente com a ponta dos dedos para os lados.

Puxe levemente os pinos indicados nas posições 1 e 2.


Com eles afastados a memória se soltará. Puxe-a e pronto. Se o seu notebook tiver dois pentes, repita o processo com o segundo. Caso tenha apenas um só é hora de aprender como recolocá-lo.

Um dos pentes de memória do notebook.

Repare que na parte inferior da memória há um pequeno corte. Num ângulo de 45 graus encaixe a memória como mostrado na imagem abaixo. Certifique-se que ela foi corretamente encaixada na linha indicada e então pressione-a levemente para baixo. Os pinos que você afastou na retirada agora vão se deslocar e prendê-la novamente.

Encaixe a memória e pressione-a levente para encaixá-la.

Pronto. Você acabou de substituir as memórias do seu notebook. Feche e parafuse novamente a tampa que você abriu. Conecte os cabos e ligue novamente o equipamento. Ao iniciar o Windows é possível verificar se a instalação realmente deu certo.

Notebook já com a memória recolocada.

No menu iniciar, na guia iniciar pesquisa, digite o comando dxdiag e tecle enter. Será aberta a tela de ferramenta de diagnóstico do DirectX. Nela constam as informações de sistema e, entre elas, estará listada qual é a capacidade de memória do seu notebook.

Se ainda ficou alguma dúvida no procedimento ou você esta com receio de fazê-lo, deixe a tarefa para uma pessoa que tenha mais conhecimento que você. E, é claro, não deixe de compartilhar aqui nos comentários como foi a sua experiência.

Cupons de desconto TecMundo: